iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Mais Esportes

04/10 - 12:52

Com dois olímpicos, Brasil tenta título inédito neste domingo

Os judocas Denílson Lourenço e Eduardo Santos vão disputar o Mundial na cidade japonesa de Tóquio

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - Duas vezes vice-campeão mundial por equipes de judô, o Brasil contará com dois atletas que estiveram em Pequim-2008, Denílson Lourenço e Eduardo Santos, para finalmente acabar com o jejum. A disputa será realizada neste domingo na cidade japonesa de Tóquio.

Além deles, o time nacional terá o reforço de Flavio Canto, medalhista de bronze em Atenas-2004 e que busca retomar a boa forma depois de perder a vaga na China para o campeão mundial Tiago Camilo. Além do Brasil, disputam a competição no masculino a Rússia, Geórgia, Irã, Coréia, Argélia, Austrália e Japão.

“A competição por equipes é diferente e eu curto bastante. Gosto da energia que vem dos demais atletas e da forma como o judô vira um esporte coletivo neste tipo de evento”, afirma Canto, que esteve presente nas duas campanhas que resultaram em prata para o Brasil.

Entre os convocados para a edição 2008 da disputa, quatro judocas que marcaram presença no Mundial da China, no ano passado: Charles Chibana, Victor Penalber, Hugo Pessanha e Leonardo Leite. “Queremos ser campeões e trazer este título inédito para o Brasil. Batemos na trave duas vezes e esta equipe está com muita vontade de ganhar”, afirmou Leite.

O Brasil, porém, não terá vida fácil em Tóquio: logo na primeira rodada, o adversário serão os poderosos donos da casa. O vencedor deste confronto pega a equipe que se classificar na disputa entre Coréia do Sul e Geórgia.

A equipe brasileira é formada por Charles Chibana (até 60kg), Denílson Lourenço (até 66kg), Victor Penalber (até 73kg), Flávio Canto/Guilherme Luna (até 81kg), Eduardo Santos/Hugo Pessanha (até 90kg), Leonardo Leite (até 100kg) e Walter Santos/Daniel Hernandes (acima de 100kg).

Sem a participação do Brasil, o Mundial por equipes feminino terá com França, Alemanha, China, Coréia, Argélia, Cuba, Austrália e Japão.


Leia mais sobre: Pequim 2008 Judô

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Reuters

denílson lourenço pequim

Depois de Pequim...
Denílson Lourenço (à esquerda) participou da Olimpíada e agora voltará para a Ásia

Topo
Contador de notícias