iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Mais Esportes

03/10 - 13:55

Hernandes volta a defender o Brasil e sonha com Olimpíada
Ele será o representante do País na categoria acima de 100kg do Mundial de judô por equipes, no Japão

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - Depois de perder as vagas entre os pesados na seleção brasileira para João Gabriel Schlittler e Walter Santos, Daniel Hernandes volta a ganhar uma chance na equipe verde-amarela. Ele será o representante do país na categoria acima de 100kg do Mundial de judô por equipes, no Japão.

A chance faz com que ele sonhe em defender o país nos Jogos de Londres, em 2012. “Estou com 29 anos e confiante de que posso chegar na próxima Olimpíada. Ficar fora da seleção foi duro, mas vou fazer a minha parte para representar o Brasil no maior número de eventos internacionais”, comentou o atleta.

O primeiro passo já foi dado, com a conquista do Troféu Brasil, realizado há duas semanas, em Porto Alegre. Titular absoluto da seleção brasileira entre 2000 e 2005, Daniel enfrentou uma série de lesões e não só ficou de fora de Pequim-2008 como também dos Jogos Pan-Americanos do Rio de Janeiro, no ano passado.

“É muito bom voltar a defender o Brasil, ainda mais em um campeonato dessa importância. No torneio de equipes, o judô se transforma num esporte coletivo e, com motivação, podemos chegar a este resultado inédito”, comentou o judoca, que foi vice-campeão mundial por equipes em 1998. “Tenho feito um trabalho físico específico e não sinto mais nenhum problema de lesão. Agora é dar continuidade ao trabalho e lutar por bons resultados”, emendou.

Além de Daniel Hernandes, o Brasil será representado no Mundial do Japão por equipes pelos judocas Charles Chibana (até 60kg), Victor Penalber (até 73kg), Flávio Canto e Guilherme Luna (até 81kg), Eduardo Santos e Hugo Pessanha (até 90kg), Leonardo Leite (até 100kg) e Walter Santos (acima de 100kg).

O Mundial por equipes, programado para domingo, será disputado por oito países: Brasil, Japão, Rússia, Geórgia, Coréia do Sul, Uzbequistão, Argélia, e Nova Zelândia.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias