iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Mais Esportes

02/10 - 10:58

Campanha por Olimpíada de 2016 entra no último ano
O Comitê Olímpico Internacional vai escolher a cidade-sede de 2016 numa reunião marcada para 2 de outubro de 2009

Reuters

ATENAS (Grécia) - Quatro cidades de diferentes continentes iniciam na quinta-feira o último ano das suas campanhas para receber a Olimpíada de 2016. Rio de Janeiro, Madri, Chicago e Tóquio já garantiram financiamento para o evento e não devem ter suas candidaturas afetadas pela atual crise financeira.

O Comitê Olímpico Internacional (COI) vai escolher a cidade-sede de 2016 numa reunião marcada para 2 de outubro de 2009, em Copenhague, na Dinamarca. Londres já está escolhida como sede de 2012.

Até fevereiro, cada uma das candidatas deve apresentar um dossiê final com detalhes do projeto. Ainda no primeiro semestre, uma comissão de avaliação visitará as quatro cidades, e um mês antes da votação apresentará seu relatório ao COI.

"Há um longo caminho pela frente, e estaremos usando cada hora de cada dia de agora até Copenhague para alcançar o nosso objetivo máximo", disse à Reuters Ichiro Kono, chefe da candidatura de Tóquio. "Temos o conceito, a equipe e os recursos para termos sucesso."

Todas as candidatas acompanham atentamente a crise global, questionando como ela poderia afetar o orçamento dos Jogos. Pequim teve de investir mais de 40 bilhões de dólares para realizar a Olimpíada de agosto.

"Embora Tóquio-2016 esteja preocupada com a questão mundial da crise bancária a financeira, as finanças para a nossa candidatura estão com tudo certo, então não há impacto negativo para o projeto de 2016", disse Kono.

O presidente do COI, Jaques Rogge, disse nesta semana que a crise não afetará os Jogos de Londres-2012 nem a Olimpíada de Inverno de Vancouver-2010.

Pessoas ligadas ao processo dizem que as quatro cidades candidatas travam uma disputa acirrada, em que pouquíssimo as separam.

Chicago espera que o novo presidente dos EUA, a ser eleito em novembro, faça uma inédita visita à sessão do COI, e que isso ajude a cidade -- onde o democrata Barack Obama iniciou sua carreira política. Para essa candidatura, ainda faltam ser definidos detalhes sobre a Vila Olímpica.

Madri aposta numa candidatura mais compacta. "A infra-estrutura está pronta, e 70 por cento das outras obras necessárias estão sendo feitas", disse a presidente do comitê madrilenho, Mercedes Coghen, na quinta-feira.

O Rio, elogiado pela realização do Pan-2007, quer se tornar a primeira cidade sul-americana a sediar uma Olimpíada, o que tem certo apelo sentimental junto ao COI. Pesam a favor da candidatura carioca também o apoio do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o fato de o seu responsável, Carlos Arthur Nuzman, ser também membro do comitê-executivo do COI.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias