iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Mais Esportes

01/10 - 14:39

Federação conclui que ginastas chinesas tinham mais de 16 anos
A China ganhou nove das 14 medalhas de ouro da ginástica artística em Pequim

Reuters

PEQUIM (Reuters) - As ginastas chinesas que competiram na Olimpíada de Pequim não tinham idade abaixo do permitido, disse o órgão regulador do esporte nesta quarta-feira, depois de investigar as denúncias de que a China inscreveu atletas jovens demais para os Jogos.

A Federação Internacional de Ginástica (FIG) pediu à federação chinesa que apresentasse documentos que comprovassem as datas de nascimento de cinco membros da equipe que ganhou a medalha de ouro -- He Kexin, Jiang Yuyuan, Li Shanshan, Deng LinLin e Yang Yilin.

O Comitê Olímpico Internacional (COI) pediu especificamente à FIG que investigasse He, que ganhou duas medalhas de ouro e foi registrada como se tivesse 16 anos, embora reportagens dissessem que ela tinha até 14 anos.

As ginastas devem completar 16 anos no ano da Olimpíada para poder competir.

"Os originais de documentos oficiais recebidos pela Associação Chinesa de Ginastas, especificamente os passaportes, carteiras de identidades e registros de parentesco, confirmam as idades das atletas", disse a FIG em um comunicado.

"A FIG apresentou sua conclusão ao COI, que pediu a investigação. Consideramos o caso concluído".

Os técnicos e as ginastas chinesas negaram veementemente terem mentido sobre a idade das atletas.

A China ganhou nove das 14 medalhas de ouro da ginástica artística em Pequim.

A FIG acrescentou que também investigará as idades de duas ginastas da equipe chinesa que ganharam o bronze nas Olimpíadas de Sydney, Dong Fangxiao e Yang Yun.

"A FIG não considera satisfatórias as explicações e provas fornecidas até agora sobre essas atletas".


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias