iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Mais Esportes

30/09 - 13:09

João Derly pede dispensa do Mundial por Equipes de judô
Sem Derly, a vaga será ocupada por Denílson Lourenço, que competiria na ligeiro

EFE

SÃO PAULO - O judoca brasileiro João Derly pediu dispensa da disputa do Mundial por Equipes, alegando problemas pessoais. "Estava pronto e com muita vontade de representar o Brasil mais uma vez em uma competição internacional, mas achei melhor pedir minha dispensa para a comissão técnica", disse Derly à assessoria da Confederação Brasileira de Judô (CBJ).

Segundo o bicampeão mundial da categoria meio-leve, viajar ao Japão para a disputa da competição seria uma boa chance de mostrar que o resultado negativo nos Jogos Olímpicos de Pequim não passou de uma fatalidade.

"Após os Jogos Olímpicos, tirei apenas duas semanas de férias. Voltei a treinar forte logo pois queria competir nesse Mundial para provar que o meu resultado em Pequim não foi normal. Infelizmente, fica para a próxima", afirmou.

Sem Derly, a vaga será ocupada por Denílson Lourenço, que competiria na ligeiro. Como as competições já foram encerradas, o Brasil só teve como deslocar o lutador.

A representação, que embarca hoje, é formada ainda por Charles Chibana (ligeiro/60 kg); Victor Penalber (leve/73 kg); Flávio Canto e Guilherme Luna (meio-médio/81 kg); Eduardo Santos e Hugo Pessanha (médio/90 kg); Leonardo Leite (meio pesado/até 100 kg); Walter Santos/Daniel Hernandes (pesado/acima de 100 kg).

O título é inédito para o Brasil. As melhores colocações do país foram dois vice-campeonatos, em 1998 e 2007.

Além do Brasil, a competição masculina conta com Rússia, Geórgia, Irã, Coréia, Argélia, Austrália e Japão. Já a disputa feminina tem França, Alemanha, China, Coréia, Argélia, Cuba, Austrália e Japão - não há representação brasileira.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias