iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Mais Esportes

11/09 - 17:47

Pai de Jade acusa CBG de negligência

"Minha filha foi para Curitiba aos 13 anos e com perfeita saúde e agora me devolvem ela assim"

Gazeta Esportiva

RIO DE JANEIRO - Depois de ser constatada uma grave lesão no punho direito da ginasta Jade Barbosa e de ser divulgado que ela competiu machucada nas Olimpíadas de Pequim, o pai da atleta, César Barbosa, culpou a Confederação Brasileira de Ginástica (CBG) pelo ocorrido e acusou a entidade de negligência.

"Ela está com um cisto no punho, artrose, tendinite. Com tudo o que tem direito. Só sei que minha filha foi para Curitiba aos 13 anos e com perfeita saúde e agora me devolvem ela assim", falou César ao jornal O Estado de S.Paulo, referindo-se à cidade que abriga a seleção brasileira permanente de ginástica.

Na semana passada, César havia falado à Gazeta Esportiva.Net que a filha sofria com a lesão desde janeiro e que a CBG não deu a devia atenção ao caso. “Fomos a um médico particular e ele disse que a Jade sofreu várias lesões no mesmo lugar e que não foi dado um tempo suficiente para ela se recuperar. Isso devido aos diversos campeonatos que ela participou (antes dos Jogos Olímpicos).”

Agora, depois de reconfirmada a lesão, o pai de Jade tem intenções de entrar com um processo contra a entidade. 'Minha intenção de ir à Justiça está de pé. Pretendo contratar um advogado para ver o que é possível fazer. Alguém precisa ser responsabilizado', desabafou.

Nessa terça-feira, a ginasta foi levada pelo pai a um médico especialista, indicado pelo Flamengo, clube que jade defende, e ele constatou que ela tem uma osteonecrose, ou seja, lesão no osso central do punho, o que limita a circulação sanguínea. Entretanto, o tratamento a ser seguido até o momento é apenas imobilização e a ginasta não necessitará passar por cirurgia.

Responsável por pagar todo o procedimento médico por que a filha está sendo submetida, César acusou, ainda, a CBG de não auxiliar no tratamento de Jade. “Nem peço nada à Confederação, porque é impraticável.”

Por sua vez, a CBG não quis se manifestar sobre o assunto, alegando que nesta sexta-feira fará uma coletiva de imprensa para esclarecer as acusações e todo o caso da atleta.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias