iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Mais Esportes

11/09 - 07:28, atualizada às 12:03 11/09

Brasil leva ouro, prata e bronze na natação paraolímpica
Daniel Dias venceu os 200m medley na S5, André Brasil foi ouro nos 200m medley na S10 e o revezamento 4x50m livre ficou com o bronze 

Redação iG Esporte

Acordo Ortográfico


PEQUIM (China) - A natação brasileira teve mais um dia de brilho na Paraolimpíada de Pequim. Nesta quinta-feira, o Brasil deixou o Cubo D'água com um pódio completo: uma medalha de ouro, com Daniel Dias; uma prata, com André Brasil; e um bronze, com o revezamento. Até agora, já são 10 medalhas conquistadas na piscina chinesa.

O primeiro pódio veio com Daniel Dias. Ele venceu a prova dos 200m medley na classe S5, para atletas com limitações físico-motoras. Além do ouro, Daniel Dias quebrou mais um recorde mundial, com o tempo de 2m52s60.

Daniel dominou a prova e bateu com oito segundo de vantagem para o segundo colocado, o chinês Junquan He. A medalha de bronze ficou para o espanhol Pablo Cimadevila.

Dias é o nome do Brasil nesses Jogos Paraolímpicos. Com a conquista desta quinta, ele chegou à quarta medalha de ouro. Daniel já havia levado as provas dos 100m e 200m livre e 50m costas. Além disso, ficou com a prata nos 50m borboleta e ajudou o Brasil na quarta colocação no revezamento 4x100m livre.

"Essas medalhas vão comigo, não vou largar não", disse o nadador brasileiro ao canal Sportv, explicando como levará as conquistas chinesas para casa.

Paulista de 20 anos, Daniel Dias tem má formação congênita dos membros superiores e perna direita. Ele, que nada em Pequim com uma bandeira do Brasil desenhada na cabeça, começou a praticar a natação aos 16 anos. Outro brasileiro que esteve na final dos 200 metros medley foi Ivanildo Vasconcelos. Ele terminou a disputa em sexto lugar.

André Brasil é prata
O Brasil subiu mais uma vez ao pódio no Cubo D'água com André Brasil. O nadador ficou com a medalha de prata na prova dos 200m medley, classe S10. Mesmo com o segundo lugar, ele nadou abaixo do recorde mundial.

O vencedor da prova foi o australiano Rick Pendleton. Ele conseguiu o tempo de 2m12s78 e cravou o novo recorde mundial da prova. André Brasil, dono da medalha de prata, nadou em 2m14s20 e também ficou abaixo do antigo recorde. O bronze foi para Benoit Huoit, do Canadá, com o tempo de 2m15s22.

André Brasil largou bem nesta quinta-feira. Ele dominou até a última volta, quando foi ultrapassado por Pendleton e Huoit. Em uma prova de recuperação, Brasil forçou a última passada e conseguiu chegar em segundo lugar.

Com essa prata, o brasileiro chega a sua terceira medalha nos Jogos de Pequim. Ele já havia sido ouro nos 100m livre e nos 100m borboleta na categoria S10.

"Foi minha melhor marca, meu melhor tempo. Agora é continuar trabalhando", disse André Brasil ao canal Sportv após a conquista nos 200m medley.

Revezamento do Brasil vai ao pódio
Para fechar o dia de competições no Cubo D'água, mais uma medalha o Brasil. Depois de um ouro e uma prata, a equipe nacional ficou com o bronze no revezamento 4x50m, na categoria 20 pontos (a soma das deficiências de cada um dos atletas).

A equipe espanhola lutava pelo tricampeonato paraolímpico e era a favorita ao primeiro lugar na disputa. Porém, perdeu o ouro para a China na última passada. Os donos da casa completaram a prova em 2m18s15 e estabeleceram novo recorde mundial. Os espanhóis bateram com 2m18s73. Já a equipe russa foi desclassificada.

Brasil foi para a piscina com Clodoaldo Silva, que levou a primeira medalha nesta Paraolimpíada, Joon Seo, Daniel Dias e Adriano Lima e cravou o tempo de 2m30s17.

Com esse bronze, o País chega a décima medalha na natação. Além das conquistas de André e Daniel, Phelipe Rodrigues ficou com a prata nos 100m livre, classe S10. Brasil ainda tem chances de pódio com André Brasil nos 100m costas, classe S10, e 50m livre, classe S10; Phelipe Rodrigues também nos 50m livre, classe S10, e 400m livre, classe S10, e o revezamento 4x100m medley de 34 pontos.


Leia mais sobre: Paraolimpíada Daniel Dias

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


AFP

daniel dias medley

Mais uma medalha
Daniel Dias nada o estilo borboleta para vencer os 200m medley na Paraolimpíada de Pequim

Topo
Contador de notícias