iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Mais Esportes

05/09 - 09:30

Exame confirma doping do cavalo de Rodrigo Pessoa

Exame da contraprova apontou a presença da substância nonivamida, que provoca alívio de dores no animal

Agência Estado

PEQUIM (China) - A análise de uma segunda mostra do exame antidoping que cavalo Rufus, do brasileiro Rodrigo Pessoa, foi submetido durante os Jogos Olímpicos de Pequim confirmou a presença da substância nonivamida, da família da capsaicina, proibida por provocar hipersensibilidade e alívio de dores no animal. Com isso, o brasileiro está preventivamente suspenso.

A informação foi divulgada nesta sexta-feira pela Federação Eqüestre Internacional (FEI). O conjunto terminou a prova de saltos na quinta posição. Rodrigo Pessoa será ouvido pelo tribunal da FEI em data ainda a ser marcada. Até lá, seguirá suspenso.

A substância encontrado em Rufus é a mesma que causou a eliminação do cavalo Chupa Chup, do também brasileiro Bernardo Resende Alves, antes da final. Curiosamente, Rodrigo Pessoa tornou-se campeão olímpico em 2004 graças a um caso semelhante. O irlandês Cian O'Connor, primeiro colocado nos saltos, foi desclassificado depois que seu cavalo foi flagrado no exame antidoping.


Leia mais sobre: Rodrigo Pessoa doping Olimpíada de Pequim

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


AP Photo/Kin Cheung

Rodrigo Pessoa, atual campeão olímpico, está classificado para a primeira etapa da final de salto...

Fora das disputas
Com o resultado do exame antidoping, Rodrigo Pessoa está suspenso preventivamento das provas

Topo
Contador de notícias