iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Mais Esportes

04/09 - 17:41

Pela primeira vez Brasil é representado por equipe completa
As categorias são divididas de acordo com a evolução da deficiência de cada atleta

Gazeta Esportiva

PEQUIM (China) - Pela primeira vez, o Brasil será representado em Jogos Paraolímpicos por uma equipe completa no Adestramento Paraeqüestre do hipismo. Os atletas Marcos Fernandes, o Joca, Sérgio Froés, Elisa Melaranci e Davi Salazaar representarão o País entre a partir do dia 7 de setembro na cidade chinesa de Hong Kong, sede das provas hípicas.

As categorias são divididas de acordo com a evolução da deficiência de cada atleta. São cinco graus, Ia, Ib, II, III e IV, e para decidir em qual estágio cada cavaleiro se encaixa são feitas avaliações físicas. Os mais comprometidos estão no grau I e os menos, no IV.

O cavaleiro Sérgio Froés compete no grau Ia, Marcos Fernandes e Davi Salazaar estão no grau Ib e a amazona Elisa Melaranci no grau II. Os cavalos a serem usados pelos brasileiros na competição foram alugados na França, exceto a montaria Lutheney, que pertence a Joca. O animal foi presente do medalhista olímpico Doda Miranda.

"Conheço o Doda há anos, desde quando ele era mirim e eu dava aula para os alunos que competiam na mesma categoria que ele. Tenho muita admiração pelo profissional e, principalmente, pela pessoa que ele é. O Doda me deu o Lutheney em 2007, estamos trabalhando bastante para que tudo dê certo", contou Joça, único representante do hipismo paraolímpico brasileiro em Atenas-2004.

"É uma satisfação muito grande representar o Brasil pela segunda vez em um evento tão importante como este. A experiência em Atenas foi muito boa e chego em Hong Kong com mais bagagem e, assim como os demais companheiros de equipe, temos chances de medalhas", apostou.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias