iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Mais Esportes

01/09 - 13:42

Inspirado por Bolt, Powell quer recorde com 9s59
O ex-recordista mundial dos 100m, Asafa Powell, encontrou uma nova motivação para sua carreira. Nesta segunda-feira, o jamaicano admitiu que deseja voltar a ser o número 1 da prova, fazendo a marca de 9s59.

Gazeta Esportiva

O recorde atual, 9s69, pertence a seu compatriota Usain Bolt desde o mês passado, nos Jogos Olímpicos de Pequim.

'Dois anos atrás eu disse a mim mesmo que poderia correr em 9s65 ou até mais rápido, mas com base no que Usain tem corrido meu objetivo agora é ficar abaixo de 9s60', declarou Powell durante a coletiva de imprensa de apresentação do Super Grand Prix Atletíssima, que acontece nesta terça-feira, em Lausanne. 'Com certeza Usain pode correr mais rápido, mas eu não vou tirá-lo da minha meta'.

Aos 25 anos, Powell teve uma pré-temporada olímpica marcada por muitos problemas físicos e, além de perder o recorde mundial da distância em maio, viu seu compatriota roubar todos os holofotes em Pequim com a conquista de três ouros (100m, 200m e 4x100m) todos com recordes mundiais. A vantagem de Bolt nas provas individuais era tanta que ele se deu ao luxo de começar a comemoração pelos resultados antes mesmo de cruzar a linha de chegada.

'Tenho que dizer que nos 100m nas Olimpíadas parecia que Usain poderia correr em 9s63, talvez, 9s65. Fiquei chocado em ver o que ele fez na prova, foi ridículo. Não consigo imaginar o tempo que ele poderia fazer naquele momento', avalia Powell, que não duvida de sua volta por cima. 'Ele é o homem a ser batido agora, mas antes era eu. Se eu quebrar o recorde novamente, então, voltarei aos holofotes'.

Apesar do otimismo, Powell admite que Pequim era sua melhor chance de ser campeão olímpico. Mesmo tendo ficado longe do pódio, ele acredita que terá uma derradeira chance em Londres-2012. 'Os Jogos de Londres-2012 serão minha última oportunidade e Pequim foi certamente minha melhor chance, mas você não pode desistir nunca. Não faço idéia porque estou sempre vencendo no Circuito, mas terminando em quinto nas Olimpíadas. Talvez se fosse apenas um tiro sem as etapas de qualificação eu me saísse melhor. Quem sabe? Talvez eu não seja o cara para os grandes campeonatos, mas apenas o que compete em Grandes Prêmios e Ligas de Ouro. É apenas uma infelicidade'.

Em Lausanne, ele terá a companhia de Bolt, mas os dois vão disputar provas diferentes. Powell correrá os 100m, enquanto o campeão olímpico disputará nos 200m, sua especialidade. O Super GP suíço contará com vários campeões olímpicos, além de Bolt, entre eles estará a brasileira Maurren Maggi, campeã do salto em distância e o cubano Dayron Robles, vencedor dos 110m com barreiras.

Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias