iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Mais Esportes

01/09 - 12:37

Cavalo de Rodrigo Pessoa dá positivo no antidoping em Pequim

Substância que provoca hipersensibilidade foi encontrada em Rufus, que ficou em quinto lugar na Olimpíada

Gazeta Esportiva

HONG KONG (China) - Depois do cavalo de Bernardo Alves, mais um eqüino montado por um brasileiro nos Jogos Olímpicos de Pequim foi pego no antidoping. Trata-se de Rufus, de Rodrigo Pessoa, cujo resultado positivo para uma substância que provoca hipersensibilidade foi confirmado nesta segunda-feira pela Federação Eqüestre Internacional (FEI).

Campeão olímpico em Atenas 2004 na prova dos saltos individual, em que se aproveitou justamente do doping do cavalo do vencedor, o irlandês Cian O´Connor, Pessoa agora se viu em situação delicada, embora não perderá uma medalha, uma vez que terminou sua participação na China com o quinto lugar, no que acabou sendo o melhor desempenho de um representante nacional na modalidade.

Nesta segunda, a FEI informou ainda que a contra-prova do exame de Rufus está marcada para esta terça-feira. A substância encontrada é uma variante da capsaicina, conhecida por ser um agente que provoca hipersensibilidade no animal e que já havia determinado o doping de Chupa Chup, eqüino que impediu Bernardo Alves de entrar em ação em Pequim.

O anúncio do flagrante no antidoping envolvendo Pessoa é o quinto somente em relação aos cavalos que participaram de competições na última edição dos Jogos Olímpicos. Anteriormente, além do animal de Alves, também haviam sigo pegos o do alemão Christian Ahlmann, o do irlandês Denis Lynch e a do norueguês Tony Andre Hanse, sendo que este último acabou perdendo a medalha de bronze em função do exame positivo.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


AP

Rodrigo Pessoa

Rufus não é o único
O doping de cavalos virou rotina durante os Jogos de hipismo em 2008

Topo
Contador de notícias