iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Mais Esportes

16/07 - 19:12

Com apoio da IAAF, agência bane ex-técnico de velocista

Trevor Graham fica proibido de trabalhar em qualquer entidade ligada a Comitê Olímpico norte-americano, Federação de Atletismo dos EUA ou IAAF

Gazeta Esportiva

A Agência Antidoping dos Estados Unidos (USADA) decidiu banir do atletismo Trevor Graham, ex- técnico de Marion Jones, cujo nome foi envolvido no tumultuado escândalo de doping do laboratório Balco. Com a decisão, Graham fica proibido de trabalhar em qualquer instalação ou entidade que tenha ligação com o Comitê Olímpico norte-americano, a Federação de Atletismo dos Estados Unidos ou a Associação das Federações Internacionais de Atletismo (IAAF).

A decisão teve o apóio do presidente da IAAF, Lamine Diack. 'A IAAF apóia totalmente a decisão da Agência Antidoping dos Estados Unidos (USADA) de banir o técnico Trevor Graham. Esta decisão é um forte alerta para todos aqueles técnicos que consideram arriscar a saúde e segurança de seus atletas e que tentar trapacear e enganar outros competidores honestos no esporte'.

Em 29 de maio deste ano, a Justiça Federal dos Estados Unidos já havia condenado Graham por mentir durante depoimentos sobre sua participação no caso Balco, de junho de 2003. Posteriormente, ele foi acusado pela USADA por infringir as regras do antidoping. O banimento passou a vigorar desde a última terça-feira.

Ex-treinador de atletas como Marion Jones (que também foi condenada por envolvimento fraude bancária e teve de devolver as medalhas olímpicas conquistadas em Sydney-2000), seu ex-marido Tim Montgomery, Shawn Crawford e Justin Gatlin, Graham tornou-se vilão no cenário internacional desde que as investigações sobre o uso de THG pela elite esportiva tiveram início. 'Enquanto o uso de drogas por atletas é um erro sério que merece punição pesada, o envolvimento de um técnico em doping é ainda mais repreensível e deve ser tratado com as sanções mais severas. É uma verdadeira desgraça quando um técnico usa sua posição para apoiar seus atletas no doping', afirmou o presidente da USADA, Travis T. Tygart.


Leia mais sobre: Trevor Graham USADA atletismo Marion Jones

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias