iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Mais Esportes

10/07 - 16:29

Atleta afegã deserta e pede asilo à Noruega

"Ela está desaparecida.  Sabemos apenas que ela pode ter pedido asilo na Noruega", disse uma porta-voz do COI

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - Classificada para as provas de 800 e 1.500m, Ahdyar treinava em Formia e não tem sido vista desde a semana passada. Seu passaporte e bagagem também não foram encontrados.

"O COI (Comitê Olímpico Internacional) aceita que os atletas às vezes tenham de fazer escolhas difíceis para melhorar suas vidas. Aparentemente, é isto que está acontecendo neste caso", explica a porta-voz do Comitê, Emmanuelle Moreau.

A versão oficial das autoridades afegãs é bem diferente. Segundo o responsável pelo Comitê Olímpico afegão, Sayed Mahmoud Zia Dashti, a atleta teria uma lesão na perna e estaria em tratamento na Itália. "Posso confirmar que ela machucou a perna na semana passada, que não participará das Olimpíadas em Pequim e que sua família está tomando conta dela na Itália".

O Afeganistão tem apenas quatro atletas classificados para os Jogos chineses. O treinamento do grupo estava sendo bancado pelo programa do COI que incentiva atletas de países pequenos ou em desenvolvimento.

A preparação de Ahdyar começou em abril, no centro de treinamento de alta performance de Kuala Lumpur, na Malásia. Desde junho, ela estava em Formia, onde parece ter ficado até o último dia 7.

"Ela está desaparecida. Ainda não temos nenhuma informação oficial. Sabemos apenas que ela pode ter pedido asilo na Noruega", destaca Moreau.

A IAAF, principal entidade do atletismo internacional, também não sabe qual o paradeiro da corredora. "Ela saiu dia 4 de julho, levando suas malas e passaporte e não tivemos mais notícias", explica o porta-voz da IAAF, Nick Davies. "Não ouvimos nada diretamente dela".

Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias