iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Mais Esportes

27/06 - 18:19

Provocado, André Domingos volta a lutar pelo índice
Um dia depois de anunciar sua aposentadoria das pistas, o velocista André Domingos voltou atrás e resolveu brigar pelo índice para os Jogos Olímpicos de Pequim. O motivo foi uma afronta pessoal.

Gazeta Esportiva

"Agora é questão de honra, mexeu com meu brio", diz o atleta medalha de bronze em Atlanta-96 e prata em Sydney-2000 com o revezamento 4x100m. A reviravolta foi provocada por outro corredor que, durante o exame antidoping, teria alfinetado o concorrente. "Ele disse: eu queria ganhar o Troféu Brasil, mas pelo menos aposentei um".

O comentário mordaz chegou a André por amigos que presenciaram a cena e contaram o ocorrido nesta manhã. Foi o suficiente para a nova decisão.

"Foi uma falta de respeito não só comigo, mas com os outros também", desabafou André, irritado, lembrando uma frase clássica do jogador Romário. "Ele está chegando agora e já quer sentar na janela".

André não quis nomear o nome do desafeto, mas deu a pista. "Ele é novinho ainda, 22 anos. É um mala sem alça, tem de olhar para trás e ver tudo o que já foi feito. Está se contentando com 10min30... tem de conquistar vários títulos ainda". Na semifinal, quem fez este tempo foi Rafael da Silva Ribeiro. "É cidadão bobo, bobinho", resume cáustico.

Dono da segunda melhor marca da história do atletismo brasileiro, 10s06, obtido em 1999, André tentará o índice para integrar a equipe de revezamento 4x100m. A busca da marca será feita em três competições na Colômbia. "Meu nome é guerreiro", avisa.

Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias