Publicidade
Publicidade - Super banner
Lutas
enhanced by Google
 

Vingança por traição e fator psicológico agitam Silva x Belfort

Anderson Silva não gostou de ver seu antigo companheiro de treino pedindo por um combate no UFC

Danilo Lavieri, enviado especial iG a Las Vegas |

Brigas do passado e o fator psicológico prometem movimentar a luta principal do UFC 126, na madrugada de sábado para domingo, à 1h (de Brasília). O duelo entre Anderson Silva e Vitor Belfort vai além da simples disputa pelo cinturão. O atual campeão vê no encontro a possibilidade de resolver uma traição do ano passado.

Como já é tradição no MMA, amigos pedem para não se enfrentar em cima do octógono. Mas isso não aconteceu com Belfort. Antigo companheiro de treino de Anderson Silva, o carioca aceitou e até implorou por uma chance de enfrentá-lo já no UFC 112, em abril do ano passado. Na ocasião, o desafiante teve de deixar a luta de lado por causa de uma lesão no ombro.

E a chateação do campeão não para por aí. Quando Vitor Belfort teve problemas por causa do desaparecimento (até hoje não resolvido) de sua irmã, Anderson deu muita força ao então amigo e chegou até a mudar-se do Rio de Janeiro para ajudar.

"O Vitor é um grande lutador. E eu volto a dizer: Vai ser engraçado", diz Anderson. em tom mais do que irônico. momentos antes de colocar os olhos de cima de Belfort por quase um minuto na tradicional encarada.

Divulgação
Anderson encara Vitor Belfort na apresentação da luta

Do outro lado, Belfort prefere não comentar essa polêmica. Ele apenas diz que fatores psicológicos que antes o incomodavam não mais o assustam. Faz referência ao desaparecimento de sua irmã, que o deixou claramente atordoado.

Na coletiva de imprensa da última quarta-feira, Belfort preferiu não opinar se vai ganhar a luta, mas prometeu empenho o suficiente para fazer as compras de pay-per-viem valerem a pena.

"O fator psicológico era uma coisa que me afetava, mas agora eu estou tendo diversão, não tenho mais pressão. Eu quero dar o meu melhor. Não sei se vou conseguir ganhar, mas o importante agora é dar o melhor, pois é isso o que Dana White e todos os fãs do UFC querem ver. Por isso, não deixem de comprar a luta", afirmou Belfort.

O UFC 126 começa à 1h de domingo (no horário de Brasília). Seja essa a luta do século ou não, é possível afirmar que o combate começou muito antes do anúncio do locutor Bruce Buffer: "Essa é a hora por que todos nós esperávamos".

Leia tudo sobre: ufc 126ufcanderson silvabelforttraiçãovingança

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG