Publicidade
Publicidade - Super banner
Lutas
enhanced by Google
 

Conheça 10 motivos para não perder o UFC Rio neste sábado

iG lista as razões que tornam o evento de MMA um compromisso obrigatório no fim de semana para os fãs de esporte no Brasil

Rodrigo Farah e Vicente Seda, no Rio de Janeiro |

Em semana de UFC Rio, o nome dos lutadores vai tomando conta das resenhas nas esquinas cariocas. Os "técnicos" de futebol que surgem a cada rodada do Campeonato Brasileiro vão cedendo espaço aos especialistas de ocasião em pancadaria. O maior evento do mundo de MMA (Mixed Martial Artes ou Artes Marciais Misturadas) movimenta a cidade, leva cinco mil pessoas a um treino aberto sob chuva na praia de Copacabana e, neste sábado, promete empolgar 15 mil fãs na Arena HSBC, além dos milhões que assistirão à primeira transmissão aberta da franquia no país.

Reprodução
Site anuncia as vendas esgotadas para o evento deste fim de semana
Confira abaixo 10 motivos para não perder o UFC 134:
Reprodução
Site anuncia as vendas esgotadas para o evento deste fim de semana

1 - UFC é o maior evento de lutas no mundo

Comandado atualmente pela Zuffa Entertainment e presidido pelo americano Dana White, o Ultimate Fighting Championship, ou UFC, era originalmente conduzido por um brasileiro, Rorion Gracie, e teve sua primeira edição em 1993 vencida por Royce Gracie. Hoje, o UFC é a maior franquia do esporte que deixou de ser vale-tudo e se tornou MMA e cada um de seus eventos movimenta, em média, de 30 a 40 milhões de dólares na cidade que o recebe. Além da adaptação do vale-tudo para se tornar um produto atraente para a televisão, a criação do reality show "The Ultimate Fighter" (TUF) impulsionou o UFC, aliado às vendas da transmissão no sistema pay-per-view que atingem um milhão de assinaturas por evento. Recentemente, a franquia fechou acordo para transmissão dos torneios e do reality show pela Fox.

2 - UFC não é realizado no Brasil há 13 anos
A última vez que o UFC aconteceu no Brasil foi há 13 anos, em São Paulo, no ginásio da Portuguesa, que recebeu cerca de seis mil pessoas em outubro de 1998. Na ocasião, grandes nomes do MMA também participaram do evento, que teve como luta mais marcante o combate entre Vítor Belfort e Wanderlei Silva. Belfort venceu por nocaute em menos de um minuto. Pedro Rizzo, por sua vez, derrubou o americano Tank Abbott. Além deles, Frank Shamrock e Jeremy Horn (derrotado pelo brasileiro Ebenézer Braga) também integraram a lista de lutadores.

Reprodução
Site anuncia as vendas esgotadas para o evento deste fim de semana
3 - UFC Rio reúne alguns dos maiores nomes brasileiros do esporte

Como aconteceu na primeira edição do UFC no Brasil, em 1998, o UFC Rio, neste sábado, terá alguns dos maiores nomes do esporte. Anderson Silva é apontado pelo presidente da franquia, Dana White, como o maior lutador de MMA de todos os tempos. Está invicto há 13 lutas no UFC e tem o cinturão dos médios. Rodrigo Minotauro, lenda do esporte e protagonista de batalhas épicas especialmente no evento japonês Pride, e Maurício Shogun, ex-campeão dos meio-pesados e cria da academia Chute Boxe, celeiro de atletas como Wanderlei Silva, completam a lista dos principais brasileiros que estarão no octógono da HSBC Arena.


Reprodução
Site anuncia as vendas esgotadas para o evento deste fim de semana
4 - Alguns dos principais atletas, como Minotauro, jamais lutaram no Brasil

Como os principais eventos do vale-tudo, hoje MMA, não aconteciam no Brasil, alguns dos lutadores mais antigos do esporte, como Rodrigo Minotauro, que construiu boa parte do seu legado no Pride, do Japão, jamais se apresentaram no seu país de origem. Anderson Silva, por sua vez, só lutou no Brasil em eventos de menor porte. Nos eventos durante a semana que antecede o UFC Rio, os atletas têm se mostrado empolgados em lutar com a torcida a favor.

5 - Anderson Silva quer apagar última derrota
No UFC Rio, Anderson Silva, campeão dos pesos médios, apontado como o melhor lutador de MMA da história, tenta passar a limpo o acidente de percurso de 2006, quando registrou sua última derrota em luta oficial, no evento Rumble on the Rock. Na ocasião, o japonês Yushin Okami, adversário de Silva neste sábado, venceu por desqualificação, optando por não continuar após um chute ilegal do brasileiro, que dominou o combate. Anderson Silva está invicto há 13 lutas no UFC.

Reprodução
Site anuncia as vendas esgotadas para o evento deste fim de semana
6 - Shogun tenta vingar derrota na sua primeira luta no UFC

Não é apenas Anderson Silva que busca uma revanche no UFC Rio. Maurício Shogun reencontra o algoz em sua estreia no UFC, o americano Forrest Griffin, que entrou na franquia através do reality show "The Ultimate Fighter". Ex-campeão dos meio-pesados, Shogun tenta se recuperar da derrota avassaladora diante de Jon Jones este ano, que lhe custou o cinturão. No caminho entre o brasileiro e uma nova chance ao título, Griffin é um adversário que promete dar trabalho a Shogun, favorito nas bolsas de aposta.





7 - "Ring girls" são um show à parte


8 - UFC Rio abrirá série de eventos no Brasil
A realização do UFC Rio, com apoio do governo local, abre portas para que outros torneios da franquia sejam organizados no país. Nos últimos dias, o presidente do UFC, Dana White, já confirmou, para agosto de 2012, uma edição do UFC para Manaus. Há a expectativa de quebra de recorde de público no evento, já que o plano é montar o octógono no sambódromo da cidade, o que possibilitaria mais de 100 mil espectadores. O recorde atual é de Toronto, no Canadá, que reuniu 55 mil pessoas no Rogers Centre para o UFC 129.

Reprodução
Site anuncia as vendas esgotadas para o evento deste fim de semana
9 - Ingressos para o UFC Rio esgotaram em tempo recorde

Apesar do preço salgado (entre R$ 275 e R$ 1.600), os cerca de 15 mil ingressos para o UFC 134, no Rio de Janeiro, foram esgotados em tempo recorde, cerca de uma hora e meia. Houve reclamações de problemas na hora da compra devido ao grande número de acessos ao site responsável pela venda dos bilhetes e milhares de fãs ainda acessavam a página com a oferta de entradas já esgotada. A dificuldade em conseguir um lugar na Arena HSBC já inflacionou bastante o preço no mercado informal: cambistas chegam a oferecer os ingressos mais caros por até R$ 6 mil.

10 - UFC Rio coloca cidade sede de Copa do Mundo e Olimpíada no mapa do MMA
A grande movimentação em torno do UFC Rio neste sábado, na HSBC Arena, na Barra da Tijuca, colocará a prova alguns dos principais problemas cariocas, entre eles o trânsito e o transporte público, para a realização de grandes eventos esportivos como a Copa do Mundo e a Olimpíada. A realização após 13 anos de uma edição do UFC no Brasil (o primeiro foi em São Paulo) coloca o Rio no mapa do MMA e beneficiará outras cidades que também deverão receber edições do evento, como Manaus, outra sede da Copa de 2014. No iG Esporte, todos os detalhes sobre como chegar e assistir ao UFC Rio.

Leia tudo sobre: UFC RioMMAAnderson SilvaMinotauroShogun

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG