Em entrevista à Rádio Jovem Pan, campeão dos médios do UFC defende modalidade e diz que José Mentor deve 'parar de falar bobagem'

O campeão dos médios do UFC, Anderson Silva , participou nesta terça-feira do programa “Pânico”, da Rádio Jovem Pan, e criticou o projeto de lei apresentado pelo deputado José Mentor (PT-SP), que visa proibir a transmissão de lutas do MMA na televisão.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

“Existe, sim, a violência no MMA, pois é um esporte de contato. Mas não é mais violento, por exemplo, do que ir a um estádio de futebol para ver o seu time jogar e correr o risco de presenciar uma briga generalizada. Isso não acontece no MMA. É lamentável que um cara desse esteja no Congresso. Ele tem que parar de falar bobagem”, disse Anderson Silva.

Veja também:  Filme eleva Anderson Silva a herói contra 'supervilão' Sonnen

O lutador ainda fez referência à uma outra modalidade para defender seu ponto de vista. “Quantos atletas de MMA já morreram? Nenhum. E de Fórmula 1? Nosso maior ídolo (referindo-se a Ayrton Senna) morreu neste esporte, que nem é violento. E mesmo assim, todo mundo assiste”, afirmou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.