Publicidade
Publicidade - Super banner
Lutas
enhanced by Google
 

Wanderlei Silva fica com futuro indefinido no UFC após derrota em BH

Lutador não será cortado do Ultimate, mas não enfrentará o desafeto Vitor Belfort em outubro como desejava

Frederico Machado e Rodrigo Farah - iG Belo Horizonte |

Getty Images
Wanderlei Silva foi derrotado no sábado

A derrota do último sábado para Rich Franklin atrapalhou os planos de Wanderlei Silva para a aguardada revanche contra Vitor Belfort. Com o revés no UFC 147, em Belo Horizonte, o lutador está com rival indefinido para sua próxima aparição no octógono. A única certeza é que o “Cachorro Louco” não deverá ser cortado pelos dirigentes do torneio.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

“O Vitor não vai lutar contra o Wanderlei. Ele acabou de perder. Não sei com quem o Vitor vai lutar, mas não será contra Wanderlei”, afirmou o presidente Dana White após a derrota de Wand no Mineirinho.

Apesar de não encarar o antigo desafeto, o “Cachorro Louco” não tem nenhuma chance de ser cortado, segundo os dirigentes do Ultimate. Com isso, ele ainda poderá participar do próximo UFC Rio, marcado para outubro deste ano.

Leia também:  UFC supera problemas em Belo Horizonte com recorde de público

“É algo que estamos trabalhando, com certeza. Os contratos ainda não foram enviados ou assinados, mas acho que este é o plano”, destacou o diretor de desenvolvimento internacional do UFC, Marshall Zelaznik.

Desafetos de longa data, Wanderlei Silva e Vitor Belfort comandaram a primeira temporada do reality show “The Ultimate Fighter” no Brasil. Os dois deveriam ter se enfrentado no UFC BH do último sábado, mas o carioca sofreu uma fratura na mão esquerda e acabou substituído por Rich Franklin.

Confira ainda:  Franklin vence Wanderlei e estraga festa brasileira no UFC BH

Mas com a derrota para o americano na decisão dos juízes, Wanderlei Silva perdeu a oportunidade de encarar Belfort, que vem de duas vitórias consecutivas no Ultimate. Ambos devem voltar ao octógono no UFC 153, na Arena HSBC, mas sem enfrentar um ao outro.

“Não sei quando o Wanderlei vai querer se aposentar, mas ainda temos planos para ele. O Dana White gosta muito dele e ele lutará até o fim da carreira no UFC”, completou Marshall elogiando o veterano de 35 anos.

Leia tudo sobre: ufc 147wanderlei silvavitor belfort

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG