Publicidade
Publicidade - Super banner
Lutas
enhanced by Google
 

UFC estuda a criação de uma pensão para os atletas aposentados

"Estamos tentando evitar uma situação em que estes caras se aposentem com nada", disse Dana White, presidente do evento

Eduardo Oliveira, iG São Paulo |

Depois de se consolidar como a maior organização de MMA (artes marciais mistas, na sigla em inglês) da atualidade, o UFC (Ultimate Fighting Championship) começa a voltar seus trabalhos para a segurança e o bem-estar dos atletas. Depois de lançar, no último mês, um seguro para cobrir lesões dos lutadores, Dana White, presidente da organização, anunciou que estuda a possibilidade de uma pensão para os atletas aposentados.

"Se pudermos descobrir alguma forma para oferecer uma pensão ao lutador, isso é algo que adoraria fazer", disse Dana White, durante a coletiva de imprensa do UFC 130. "Estamos tentando evitar uma situação em que estes caras se aposentem com nada", completou. O cartola garante que, enquanto o fundo de pensão ainda é apenas um projeto, a organização tenta auxiliar os atletas de outra formas.

“A pensão soa como uma grande idéia, mas é muito difícil viabilizar”, disse White. “Por ora, enquanto não temos (a pensão), o UFC está focado em educar seus lutadores sobre como administrar seu dinheiro”, completou o cartola.

A ideia para criação desta pensão foi de Quinton “Rampage” Jackson, que fará, no próximo sábado (28) a luta principal do UFC 130. Para o lutador, a vida de atleta é bastante curta e eles precisam ter uma segurança após pendurarem as luvas.

"Eu olho para Mike Tyson em um grande momento e hoje. Os fãs não entendem quando digo que quero seguir em outros caminhos depois de lutar (Rampage já protagonizou alguns filmes no cinema). Honestamente, a luta é um grande trabalho, e o UFC tem feito muito por mim, mas não é para sempre” encerrou.

Leia tudo sobre: ufcrampagewhitehamill

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG