Publicidade
Publicidade - Super banner
Lutas
enhanced by Google
 

UFC 128: Jones dá show e nocauteia Shogun

Norte-americano dominou o brasileiro, neste sábado, em Nova Jersey, e conseguiu a vitória no terceiro round

Eduardo Oliveira, iG São Paulo |

AP
Jon Jones (esq.) vence o brasileiro Mauricio Shogun (dir.) e conquista o cinturão do UFC
Durante a promoção do UFC 128, Jon Jones esbanjou confiança nas entrevistas e chegou a dar autógrafos como novo campeão do UFC, fato que irritou boa parte do público e da mídia. Mas neste sábado (19), o norte-americano mostrou que estava certo e dominou amplamente Mauricio Shogun, nocauteando o brasileiro no terceiro assalto e conquistando o cinturão dos meio-pesados do UFC. O combate foi a atração principal do UFC 128, evento realizado em Nova Jersey, nos Estados Unidos.

Com um jogo solto, Jones não se intimidou com a experiência de Shogun e iniciou a luta com ótima variação de golpes. Aplicando socos rodados, joelhadas voadoras e ótimos pisões na perna, o norte-americano foi o senhor da luta. Depois de dominar os dois primeiros assaltos, a revelação do MMA em 2010 encerrou a disputa no terceiro round. Depois de derrubar o brasileiro, Jones trabalhou com várias cotoveladas em Mauricio, que após conseguir escapar do chão, foi pego em uma potente joelhada de encontro, caindo no chão. Com Shogun sem condições de se defender, o árbitro Herb Dean encerrou o combate e decretou o nocaute técnico. Com o triunfo, Jon Jones, de apenas 23 anos, se torna o campeão mais jovem da história do UFC. Já Shogun sofre sua quinta derrota na carreira, sendo a primeira por nocaute.

AP
Jon Jones (dir.) aplica pisão no rosto de Mauricio Shogun (esq.)

Mirko Cro Cop é nocauteado
Outra luta de destaque no card principal foi o nocaute sofrido pelo croata Mirko Cro Cop. O veterano lutador do Pride encontrou dificuldades desde o inicio diante do norte-americano Brendan Schaub. Depois de perder os dois primeiros rounds, o campeão do Pride GP de 2006 foi nocauteado com um belo cruzado de direita, mostrando que não vive um dos melhores momentos de sua vitoriosa carreira. Esta foi a terceira derrota de Mirko em suas últimas cinco apresentações.

Brasileiros no card preliminar
O programa de lutas do UFC 128 trouxe ainda mais cinco brasileiros, todos atuando no card preliminar. Raphael Assunção não conseguiu se encontrar em sua estreia no UFC. Diante de Erik Koch, o brasileiro foi nocauteado logo no inicio da luta, após um belo direto de encontro. Gleison Tibau mostrou que pode voltar aos melhores da categoria de pesos leves e venceu o duro Kurt Pelegrino na decisão unânime dos juízes. O faixa-preta Ricardo “Cachorrão” Almeida fez uma luta equilibrada diante do perigoso Mike Pyle, mas após três assaltos foi derrotado na decisão dos juízes. Edson Barboza também encontrou dificuldades diante do nigeriano Anthony Njokuani, mas após um lindo chute rodado no final da luta, conseguiu manter sua invencibilidade, vencendo na decisão dos árbitros. Já Luiz “Banha”Cané, precisava desesperadamente da vitória, pois vinha de duas derrotas em sequência, e não deu chances para Eliot Marshall. Com ótima trocação, o lutador paulista defendeu bem as tentativas de queda do norte-americano e nocauteou o oponente com uma série de socos aos 2min:15seg. do primeiro assalto.

Confira abaixo os resultados completos do evento:

Card Principal
Jon Jones derrotou Mauricio Shogun Rua por nocaute técnico no R3;
Urijah Faber derrotou Eddie Wineland na decisão unânime dos juízes;
Jim Miller derrotou Kamal Shalorus por nocaute técnico no R3;
Brendan Schaub derrotou Mirko "Cro Cop" Filipovic por nocaute técnico no R3;
Nate Marquardt derrotou Dan Miller na decisão unânime dos juízes;

Card Preliminar
Gleison Tibau derrotou Kurt Pellegrino na decisão unânime dos juízes;
Mike Pyle derrotou Ricardo “Cachorrão” Almeida na decisão unânime dos juízes;
Edson Barboza derrotou Anthony Njokuani na decisão unânime dos juízes;
Luiz "Banha" Cane derrotou Eliot Marshall por nocaute técnico por R1;
Joseph Benavidez derrotou Ian Loveland na decisão unânime dos juízes
Erik Koch derrotou Raphael Assuncao por nocaute no R1;
Nick Catone derrotou Costantinos Philippou na decisão unânime dos juízes;

Leia tudo sobre: mmaufc 128ufcmauricio shogunjon jones

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG