Campeão pesa 76 kg, precisa baixar para 66 e chega nesta quinta com 71. Últimos 3 serão perdidos na sexta

A modelo brasileira Gisele Bündchen faz sucesso em sua carreira internacional com um corpo escultural bem distribuído em 52 kg. Para isso, é preciso travar uma eterna batalha com a balança. Da passarela para os ringues de artes marciais mistas (MMA), os brucutus vivem os mesmos dramas das belas. O campeão peso pena do UFC, José Aldo , sabe bem o que é isso. Para subir ao octógono neste sábado contra o invicto Chad Mendes no UFC Rio e defender o cinturão pela quinta vez, sua dieta exige um esforço para perder nada menos que dez quilos.

Cigano diz que tamanho não intimida e se diz pronto para 'gigante'

José Aldo segue as orientações do técnico Dedé Pederneiras durante treino na praia da Barra
Rodrigo Farah/iG
José Aldo segue as orientações do técnico Dedé Pederneiras durante treino na praia da Barra
Aldo baixa o peso para 66,8 kg. Seu treinamento ao longo do ano é feito todo com seus 76 kg, o que o elevaria à categoria meio-médio (77 kg), hoje dominada pelo canadense Georges St-Pierre. Como é comum os atletas perderem bastante peso para enfrentar adversários mais leves, o lutador da Nova União não foge à regra. Dos dez de excesso, cinco já foram perdidos. Seu treinador, André Pederneiras, traça o que ele determina como tabela para o campeão chegar “magrinho” no dia da pesagem.

Infográfico: Veja como chegar e assistir ao UFC Rio no sábado

“Ele não tem facilidade de perder peso. Sempre foi assim. (Aldo) faz muito drama para bater (o peso), toda vez, mas perde fácil. Está tudo dentro de planejado desta vez, como foi das outras vezes. Não haverá problemas”, contou o líder da Nova União.

nullA tabela de Dedé, como também é conhecido o treinador do campeão, estabelece a perda dos dez quilos em apenas uma semana. À base de dieta e muita hidratação, ele iniciou a batalha contra balança no sábado. “Já perdeu cinco quilos. Está tranquilo”, disse Dedé.

O drama maior será quinta e sexta. A pesagem é realizada na véspera da luta. Portanto, pelas contas de Pederneiras, Aldo pede dois quilos quinta e deixa os três restantes para o último dia. E aí a maratona promete.

“Requer sauna, gelo, exercícios e uns trabalhos específicos para perda de peso que já estamos acostumados, como treinos de chão (jiu-jítsu), movimentações de trocação...”, explica o treinador.

O esforço, no entanto, é recompensado após a pesagem e a encarada com o oponente para fotos e registros dos cinegrafistas. Do palco da luta, o atleta está liberado para comer o que quiser. Conclusão: no dia da luta, está quilos mais forte. Alguns, nas categorias a partir de meio-pesado (93 kg), chegam a recuperar quase dez quilos quando sobem no octógono.

Confira as lutas do UFC Rio a partir de 22h

Card principal:
José Aldo (BRA) x Chad Mendes (EUA)
Vitor Belfort (BRA) x Anthony Johnson (EUA)
Rousimar “Toquinho” Palhares (BRA) x Mike Massenzio (EUA)
Erick Silva (BRA) x Carlo Prater (BRA)
Edson Barboza (BRA) x Terry Etim (ING)

Card preliminar:
Thiago Tavares (BRA) x Sam Stout (CAN)
Gabriel Napão (BRA) x Ednaldo Lula (BRA)
Yuri Marajó x Michihiro Omigawa (JAP)
Ricardo Funch (BRA) x Mike Pyle (EUA)
Felipe Sertanejo (BRA) x Antonio Carvalho (CAN)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.