Publicidade
Publicidade - Super banner
Lutas
enhanced by Google
 

Rival de Cigano pode pegar seis meses de prisão por agressão em cassino

Alistair Overeem empurrou uma mulher no rosto e agora será julgado no dia 21 de fevereiro em uma corte de Las Vegas

iG São Paulo |

Getty Images
Alistair Overeem pode adiar o aguardado encontro com Cigano pelo título
O holandês Alistair Overeem pode ser obrigado a adiar o combate pelo cinturão contra Junior dos Santos. De acordo com informações do jornal “Las Vegas Review”, o peso pesado foi acusado de agressão a uma mulher dentro de um cassino da cidade e pode pegar até seis meses de prisão.

Veja as fotos e escolha a melhor encarada da história do UFC

O incidente ocorreu no cassino Wynn, na madrugada do dia 2 de janeiro. Overeem teria empurrado brucamente uma mulher no rosto, forçando-a a ir para trás.

Americano coleciona estragos no UFC. Veja o antes e depois de Nik Lentz

O ex-campeão do Strikeforce não chegou a ser preso no momento da confusão. Apesar disso, ele terá que responder pelo incidente em uma corte da cidade no dia 21 de fevereiro com a possibilidade de pegar meio ano de prisão e pagar uma multa de mil dólares (cerca de R$ 1.800).

Veja também: Cigano diz que tamanho não intimida e se diz pronto para 'gigante'

Overeem já contratou o famoso advogado David Chesnoff para representá-lo. Ele ficou conhecido por ter defendido estrelas como Leonardo DiCaprio, Lindsay Lohan, Paris Hilton, Mike Tyson e Shaquille O'Neal.

Se conseguir se livrar da acusação sem ir para a cadeia, Alistair Overeem deverá enfrentar Junior Cigano no meio do ano. Atualmente, o holandês possui uma série de 12 lutas de invencibilidade.

Leia tudo sobre: CiganoUFCDana WhiteAlistair Overeem

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG