Publicidade
Publicidade - Super banner
Lutas
enhanced by Google
 

Rival de Belfort fala em massacre e promete 'meter a porrada'

Em entrevista ao iG, Anthony Johnson provocou o brasileiro e disse que irá ignorar a pressão da torcida

Rodrigo Farah, iG São Paulo |

Getty Images
Anthony Johnson esbanja confiança antes de enfrentar Vitor Belfort
O americano Anthony Johnson terá uma série de adversidades quando subir no octógono do UFC Rio neste sábado: a pressão da torcida brasileira, a estreia em uma nova categoria e o status de azarão. Mas nada disso parece perturbar o desafiante. Em entrevista ao iG, o lutador mostrou extrema confiança para o evento e ainda abusou das provocações contra o carioca Vitor Belfort.

Veja também: Agenda lotada faz Belfort 'esquecer' revanche com Anderson Silva

“Eu vou meter a porrada nele em qualquer lugar que a luta vá, seja em pé ou no chão. Pode esperar, que é isso o que vou fazer”, afirmou o atleta. “A pressão é toda dele. É o Vitor que vai lutar para a torcida e para a família. Isso só irá me ajudar”, completou.

Anthony Johnson fará sua primeira luta do UFC no peso médio (até 84 kg) contra um dos principais nomes da categoria. Segundo as casas de apostas nos Estados Unidos, Belfort vai para o duelo como franco favorito (com três vezes mais chances de vitória).

Confira ainda: Anderson Silva deixa repouso e pede até quatro meses para lutar

“Nada disso importa quando você entra na jaula. Aliás, só me ajuda a me preparar mais. Nunca estive tão explosivo e pronto para uma luta como agora. E todos vão se surpreender quando eu bater nele”, completou o wrestler, confiante.

Esta será a primeira vez que o atleta de 27 anos lutará fora dos Estados Unidos. Johnson já esteve no Brasil para a divulgação do UFC Rio no fim do ano passado e fez questão de salientar que se adaptou bem à terra verde-amarela.

Por conta disso, o americano disse não esperar nenhum problema relacionado ao país, como outros atletas tiveram – Forrest Griffin, por exemplo, reclamou da culinária no primeiro UFC Rio.

“Na verdade eu amei o Brasil. Tomei muita água de coco e açaí. Também achei a comida muito parecida com a dos Estados Unidos. Pensei que seria diferente e que poderia ser um problema, mas não foi assim. Então não terei problema nenhum em lutar no Rio”, concluiu Johnson.null

Leia tudo sobre: UFC RioVitor BelfortUFCAnthony Johnson

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG