Publicidade
Publicidade - Super banner
Lutas
enhanced by Google
 

Popó migra para o vale-tudo e tenta lançar confederação de MMA

Deputado federal se juntou ao comentarista Carlão Barreto na tentativa de unificar os eventos de MMA no Brasil

Rodrigo Farah, iG São Paulo |

AE
Acelino Popó Freitas esqueceu a rivalidade com o boxe e pediu apoio ao MMA
Nada de polêmicas ou de rivalidade entre o boxe e o MMA. Se depender de Acelino “Popó” Freitas, as duas modalidades têm tudo para caminhar lado a lado. Animado com o crescimento do vale-tudo e do UFC no país, o deputado federal decidiu “trocar” de esporte e agora trabalha pela criação da Confederação Brasileira de MMA.

“Sempre fui um grande fã do vale-tudo, desde quando começou. Não tem nada disso de ocupar o lugar do boxe. Cada um tem a sua hora e agora chegou a vez do MMA. Vamos batalhar para regulamentar o esporte em Brasília contando com a ajuda do Ministério do Esporte”, afirmou o baiano em entrevista exclusiva ao iG.

Atualmente, Popó trabalha ao lado do árbitro e comentarista Carlão Barreto para unir as federações estaduais de lutas em busca da criação efetiva da confederação. Os dois ainda planejam um lançamento oficial em Brasília nos próximos meses para divulgar o projeto.

A sede seria em São Paulo ou na própria capital do país. “É lá em Brasília que acontece tudo”, comentou o ex-campeão mundial antes de ressaltar que tem a intenção apenas de ajudar nos bastidores do projeto, sem um cargo oficial.

Polo do MMA mundial, os Estados Unidos não contam com uma confederação para a modalidade, pois ela está ligada às comissões atléticas de cada estado. De acordo com Carlão Barreto, a entidade tem o intuito apenas de dar suporte aos atletas e eventos do país, sem influenciar qualquer escolha dos mesmos.

“No Brasil, o conceito de confederação é muito mais aceito [que as comissões atléticas]. Além de centralizar os eventos de MMA, vamos ajudar na divulgação, organização de eventos, dar ajuda aos atletas, como seguro de vida e bolsa-atleta, e criar eventos amadores para difundir o esporte”, relatou Barreto.

Apesar do trabalho de Popó e Carlão Barreto, a criação da Confederação Brasileira de MMA já havia sido iniciada por Amaury Bitetti, conhecido empresário das lutas. Em 2009, ele até contou com o apoio do governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, para o lançamento do projeto. Porém, a entidade ainda não saiu do papel.

“Estamos aguardando algumas liberações, mas o projeto ainda está de pé”, declarou Bitteti sem revelar quais ações a entidade planeja para o MMA. “Até gostaríamos de contar com o apoio do Carlão, mas vamos ver quem consegue lançar primeiro”, completou.

Barreto, por sua vez, afirma não ter conhecimento do projeto de Amaury Bitetti, mas veta qualquer tipo de concorrência. “Não estou sabendo de nada. Se ele quiser se juntar a nós em prol do MMA com certeza será bem-vindo”, disse o parceiro de Popó.

null

Leia tudo sobre: popóboxemmaufc

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG