Cinco judocas brasileiros estarão em ação. Rafael Silva e Luciano Corrêa têm as maiores chances no tatame

Após uma maratona de quatro dias de lutas, o Campeonato Mundial de Judô individual chega a seu último ato.

O Brasil, que nesta sexta-feira ganhou sua quinta medalha com Mayra Aguiar (já havia conquistado duas de prata com Leandro Cunha e Rafaela Silva e duas de bronze com Sarah Menezes e Leandro Guilheiro), superou o número de conquistas obtido nos Mundiais do Rio em 2007 (3 ouros e uma prata) e em Tóquio em 2010 (2 pratas e 2 dois bronzes), encerra sua participação com os judocas Luciano Correa e Leonardo Leite no meio-pesado e Daniel Hernandez, Rafael Silva e Maria Suellen Althman no pesado.

Os cinco judocas brasileiros tiveram sorteios de chaves bastante difíceis e terão que lutar com muita disposição física e técnica para subir ao pódio. A missão mais difícil na primeira rodada caberá a Daniel Hernandez, que tentará interromper o reinado do peso pesado francês tetracampeão mundial e super-favorito, Teddy Riner.
Rafael Silva é esperança de mais medalha no Mundial
AE
Rafael Silva é esperança de mais medalha no Mundial

Confira a ficha dos judocas brasileiros em ação neste sábado, em Paris:

Nome - Luciano Corrêa
Categoria - Meio-Pesado (-100kg)
Idade – 28 anos
Clube - Minas Tênis Clube/MG
Ranking Mundial – 17 Número de atletas na categoria - 57
Principais Resultados
- Campeão Mundial Sênior 2007
- Medalha de bronze no Campeonato Mundial Sênior 2005
- Campeão Panamericano 2009
- Campeão do Grand Slam de Moscou 2010
- Vice-campeão do Grand Slam do Rio de Janeiro 2009
Principais adversários
Takamasa Anai (Japão)
Henk Grol (Holanda)
Maxim Rakov (Kazaquistão)
Sergey Samoylovich (Rússia)
Tagir Khaybulaev (Rússia)
Hee-Tae Hwang (Coréia do Sul)

O meio-pesado Luciano Corrêa tenta sua terceira medalha em Mundiais. Bronze no Cairo, em 2005, e ouro no Rio de Janeiro, em 2007, o atleta está recuperado de uma lesão que o levou a mesa de cirurgia e o afastou dos tatames por cinco meses.

A disposição e o ritmo de luta empregados por Luciano durante os combates são suas principais armas em uma categoria bastante acirrada. O judoca mineiro estréia em Paris diante do georgiano Irakli Tsirekidze. Em seu caminho nas quartas de final poderá protagonizar um confronto de campeões mundiais contra o japonês Takamasa Anai, número 1 do ranking e campeão mundial no ano passado. Um grande desafio.

Nome - Leonardo Leite
Categoria – Meio-pesado (-100kg)
Idade – 33 anos
Clube - Instituto Reação/Fluminense – RJ
Ranking Mundial – 19 Número de atletas na categoria - 57
Principais Resultados
- Vice-campeão mundial por Equipes 2008
- Vice-campeão Panamericano 2011
- Vice-campeão na Copa do Mundo de Roma 2010
- Medalha de bronze na Copa do Mundo de Bucareste 2011
- Campeão dos Jogos Sul-Americanos 2010
Principais adversários
Takamasa Anai (Japão)
Henk Grol (Holanda)
Maxim Rakov (Kazaquistão)
Sergey Samoylovich (Rússia)
Tagir Khaybulaev (Rússia)
Hee-Tae Hwang (Coréia do Sul)

Leonardo Leite faz sua estréia em Campeonatos Mundiais. Décimo-nono colocado no ranking, briga pela vaga nas Olimpíadas de Londres com Luciano Corrêa que está apenas duas posições a sua frente na tabela dos melhores do mundo.

Atleta de força física e com um forte trabalho de luta d echão, Leonardo sabe que este Mundial pode ser sua última chance de chegar aos Jogos Olímpicos. O judoca dá início a sua caminhada contra o montenegrino Nikola Vulevic. Em sua chave estão dois dos favoritos, o holandês Henk Grol e o japonês Kaihan Takagi.

Nome - Daniel Hernandes Categoria - Pesado (+100kg)
Idade – 31 anos
Clube – Esporte Clube Pinheiros/SP
Ranking Mundial – 10 Número de atletas na categoria - 57
Principais Resultados
- Vice-campeão Mundial por equipes 1998
- Medalha de bronze no Campeonato Mundial por Equipes 2008
- Campeão do Grand Slam do Rio de Janeiro 2009
- Vice-campeão Panamericano 2010
- Vice-campeão do Grand Slam do Rio de Janeiro 2011
- 5º lugar nos Campeonatos Mundiais de 2001, 2003, 2007 e 2009 (pesado e absoluto)
Principais Adversários
Teddy Riner (França)
Islam El Shehaby (Egito)
Keiji Suzuki (Japão)
Andreas Toelzer (Alemanha)
Abdullo Tangriev (Uzbequistão)
Sung-Min Kim (Coréia do Sul)

Daniel Hernandez, ao lado de Flávio canto, é um dos atletas mais experientes do time brasileiro. Seu primeiro grande título internacional aconteceu em 1998 quando fez parte da equipe brasileira que ganhou a medalha d eprata no Mundial por equipes. Desde então, Daniel esteve nas Olimpíadas de Sydney/2.000 e Atenas/2004, além de participar dos principais torneios do cenário internacional.

Em Mundiais individuas tentará quebrar um incômodo tabu. Em cinco oportunidades, nos Mundiais de 2001, 2003, 2007 e 2009, Daniel disputou medalhas, terminando sempre fora do pódio. Para dificultar ainda mais o trabalho do atleta do Pinheiros, ele estreará contra o francês Teddy Riner, tetra-campeão mundial e líder no ranking.

Nome - Rafael Silva
Categoria – Pesado (+100kg)
Idade – 24 anos
Clube - Esporte Clube Pinheiros/SP
Ranking Mundial – 13 Número de atletas na categoria - 57
Principais Resultados
- Vice-campeão Mundial por Equipes 2010
- Campeão da Copa do Mundo de Budapeste 2011
- Medalha de bronze no Grand Prix de Dusseldorf 2011
- Vice-campeão Pan-americano 2011
- Campeão dos Jogos Sul-Americanos 2010
Principais Adversários
Teddy Riner (França)
Islam El Shehaby (Egito)
Keiji Suzuki (Japão)
Andreas Toelzer (Alemanha)
Abdullo Tangriev (Uzbequistão)
Sung-Min Kim (Coréia do Sul)

Conhecido como Baby, Rafael Silva se coloca como uma das boas revelações do judô masculino na última década. Um dos atletas mais altos da categoria com mais de 2 metros de altura, ele sabe que terá um caminho árduo para chegar no pódio.

O ouro na Copa do Mundo de Budapeste e o bronze no Grand Prix de Dusseldorf neste ano deram moral ao atleta que se passar pelo lituano Marius Pasquevicius uma pedreira pela frente que sairá do confronto entre o francês Matthieu Battaile e e o estoniano Martin Padar.Em sua chave ainda estão o cubano Oscar Breison e o egípcio Islam El Shehaby.

Nome - Maria Suellen Altheman
Categoria - Pesado (+78kg)
Idade – 23 anos
Clube - Associação de Judô Rogério Sampaio/SP
Ranking Mundial – 19 Número de atletas na categoria - 57
Principais Resultados
- Medalha de bronze no Campeonato Panamericano 2011
- Vice-campeã do Grand Slam do Rio de Janeiro 2010
- Medalha de bronze no Campeonato Panamericano 2010
- Medalha de bronze na Copa do Mundo de São Paulo 2011
- Vice-campeã da Copa do Mundo de Miami 2011
Principais adversárias
Megumi Tachimoto (Japão)
Qian Qin (China)
Mika Sugimoto (Japão)
Lucija Polavder (Slovenia)
Idalis Ortiz Boucurt (Cuba)

Décima-nona colocada no ranking mundial do pesado, Maria Suellen Althaman começa a se firmar como titular de sua categoria no Brasil. Jovem, a judoca tem potencial para se desenvolver e lutar em igualdade de condições com as principais favoritas da competição.

Por enquanto, Suellen precisará escalar cada degrau com calma e paciência. Seu primeiro desafio no Mundial de Paris será a marroquina Rania El Kilali. Na segunda fase enfrentará a cubana Idalis Ortiz, bronze nos dois últimos mundiais.
Veja fotos do quarto dia de disputa em Paris:

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.