Publicidade
Publicidade - Super banner
Lutas
enhanced by Google
 

Galvão Bueno narra UFC empolgado e Vitor Belfort chora ao vivo

Famoso narrador da Rede Globo estreou de forma enérgica e decepcionou quem esperava muitas gafes em sua primeira transmissão de MMA

Allan Brito, iG São Paulo |

Não foi à toa que o mais popular comentarista da Rede Globo, Galvão Bueno, largou até sua principal modalidade, a Fórmula 1, para narrar a luta entre Junior Cigano e Cain Velásquez no UFC. Na madrugada deste sábado para domingo, ele estreou em eventos de MMA e apareceu empolgado na tela. Ele estava acompanhado do lutador Vitor Belfort, que se emocionou com a vitória de Cigano.

Foi a primeira vez que a Rede Globo transmitiu um evento do UFC e a emissora surpreendeu ao colocar Galvão para narrar a disputa a do cinturão dos pesados, entre Junior Cigano e Cain Velásquez. Principalmente porque no mesmo final de semana acontece o Grande Prêmio Abu Dhabi da Fórmula 1, esporte que costuma ter suas corridas narradas por Galvão. Porém, com o título já decidido para Sebastian Vettel, aconteceu a troca na Globo.

E na sua estreia em UFC, Galvão não podia estar mais empolgado. Ele pareceu enérgico e às vezes até nervoso, desde os primeiros minutos da transmissão. Logo de cara, disse que o UFC era um evento de "uma enorme excitação".

Esquerda, esquerda, esquerda. Trocou. Direita, direita, direita. Na cabeça. Acabou! É campeão!

Conhecido por cometer gafes durante as transmissões, Galvão decepcionou quem esperava por seus erros. Ele até chegou a chamar o UFC de IFC, mas rapidamente corrigiu. O narrador também chamou Cain de "Kéin", como se ele adotasse a forma inglesa do seu nome - na verdade ele tem ascendência mexicana. Mas foi só. No mais, ele até usou termos técnicos e acrescentou informações importantes sobre a luta.

O lutador Vitor Belfort foi o comentarista da noite, função que ele já exerceu em outras emissoras. Ainda assim, chamou atenção a emoção dele com o momento. Belfort disse que era difícil estar ao lado de Galvão e no final, com a vitória de Cigano, mostrou-se emocionado. "Ele está com lágrima nos olhos", contou Galvão no ar.

E não faltaram outras frases de efeito de ambos durante a transmissão. Veja:

"Arnaldo César Coelho diria que a regra é clara", comentou Galvão Bueno, lembrando das transmissões de futebol.

"Esse juiz é famoso, essa é fera, esse tem cara de mau", analisou Galvão, com alto conhecimento até sobre o árbitro da luta.

"Tenho certeza que a gente vai poder gritar 'Brasil'", berrou Vitor Belfort, que previu a vitória de Cigano antes da luta começar.

"Acabou! Acabou! Junior, Junior, Junior Cigano do Brasil", foi o primeiro berro de Galvão assim que aconteceu o nocaute.

"Esquerda, esquerda, esquerda. Trocou. Direita, direita, direita. Na cabeça. Acabou! É campeão!", narrou Galvão ao ver o replay da sequência de socos que Cigano emendou para acabar com a luta.

"Não imaginava que, depois de tantos anos, fosse surgir um desafio novo. É uma adrenalina que passa pelo corpo inteiro", revelou Galvão.

Antes da luta, fãs de UFC fizeram brincadeira de como seria a narração de Galvão. Veja:

null

 

Leia tudo sobre: belfortgalvão buenorede globoufclutasmmajunior cigano

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG