Shane Mosley ainda será obrigado a repassar metade dos ganhos por suas lutas à ex-esposa

AP
Shane Mosley ficará sem os cinturões até seus três filhos completarem 18 anos
O ex-campeão mundial de boxe Shane Mosley foi mais um astro norte-americano que entrou para a lista dos divórcios milionários. Mas além de dividir os lucros com a ex-esposa Jin, o lutador sofreu uma perda bastante inusitada: será obrigado a dar três de seus cinturões como parte do acordo.

Segundo informações do site TMZ, a ex-mulher “deve manter a custódia e o controle de três cinturões, cada um em referência aos seus três filhos menores”. Ou seja, cada filho do pugilista ficará com um cinturão do pai até completar 18 anos.

Jin ainda terá direito a nada menos do que metade das bolsas das lutas de Shane Mosley. Em seu último combate, por exemplo, ele faturou US$ 3 milhões para subir no ringue e ser derrotado por Manny Pacquiao.

Além disso, o lutador será obrigado a dividir com a ex-mulher os lucros relacionados ao direito de imagens de dvds e fitas de seus combates. Entre eles, estão lutas contra Oscar De La Hoya e Miguel Cotto.

Shane Mosley ganhou seu primeiro título mundial na categoria leve em 1997. De lá para cá, ele se destacou como um dos principais pugilistas da década, vencendo três títulos mundiais em três categorias diferentes.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.