Publicidade
Publicidade - Super banner
Lutas
enhanced by Google
 

Em pouco mais de um minuto, Junior Cigano nocauteia Cain Velásquez

Em luta histórica, brasileiro acertou um soco e rapidamente se tornou o novo campeão do UFC entre os pesados

iG São Paulo |

Demorou 64 segundos para Junior Cigano se tornar o novo campeão do UFC. Na madrugada deste sábado para domingo, o brasileiro precisou apenas desse tempo para fazer valer sua principal arma, o forte soco. Com apenas um cruzado de direita, ele derrubou Cain Velásquez, após uma série de socos, venceu por nocaute e conquistou o cinturão dos pesos pesados. A luta entrou para a história por ser o primeiro combate do UFC transmitido em tv aberta nos Estados Unidos e também por ser a estreia da Rede Globo em eventos de MMA.

Leia também: Aquecimento para luta de Cigano é morno, mas tem polêmicas

A vitória emocionou Cigano, que tinha sido vaiado pela torcida e, depois da luta, chorou no octógono: "Eu não tenho palavras para falar o que passa em mim agora. É incrível a minha vida", comentou o brasileiro, logo depois da vitória. "Eu não estava 100%, então estava com medo do Cain Velásquez", admitiu, deixando no ar a possibilidade de ter lutado lesionado.

Já Cain Velásquez, derrotado pela primeira vez na carreira, reconheceu a vitória do brasileiro, mas também mandou um recado: "Quero pedir desculpa aos fãs. Eu queria ser melhor que isso. Mas eu vou voltar. Pode ter certeza que eu vou voltar", afirmou ele, que também admitiu ter ficado desnorteado por causa do soco de direita de Cigano: "Eu perdi meu equilibrio. É muita força. Eu esperei muito ele vir para cima e ele fez o que tinha que fazer".

Leia mais: Deputado Popó divulga projeto de lei para regulamentar MMA no Brasil

Agora Junior Cigano é o terceiro brasileiro que detém atualmente um cinturão do UFC. Entre os penas, José Aldo é o grande vencedor. Já Anderson Silva é o campeão entre os pesos médios. E Cigano já sabe até que sua primeira defesa de cinturão acontecerá contra Brock Lesnar ou Alistair Overeem, que se enfrentarão no UFC 141. O brasileiro defenderá também um cartel invicto no UFC. Em toda carreira, ele foi vencido apenas uma vez.

Conheça quem são os campeões de cada categoria do UFC

Antes da luta entre Cigano e Cain, aconteceram nove lutas no card preliminar, que foi marcado por diversas polêmicas e lutas mornas. Uma, porém, chamou atenção: Ben Henderson venceu Clay Guida em um combate intenso e se credenciou para disputar o cinturão dos leves contra Frankie Edgar.

Veja como acabaram todas lutas da noite:

Luta principal
Junior Cigano venceu Cain Velásquez por nocaute no 1º round

Card preliminar
Ben Henderson venceu Clay Guida na decisão dos juízes
Dustin Poirier venceu Pablo Garza por finalização no 2º round
Cub Swanson venceu Ricardo Lamas por finalização no 2º round
DaMarques Johnson venceu Clay Harvison por nocaute no primeiro round
Darren Uyenoyama venceu Kid Yamamoto na decisão dos juízes
Robert Peralta venceu Mackens Semerzier por nocaute no 3º round
Alex Caceres vence Cole Escovedo na decisão dos juízes
Mike Pierce vence Paul Bradley na decisão dos juízes
Aaron Rosa vence Matt Lucas na decisão dos juízes

Leia tudo sobre: ufcmmajunior ciganorede globoCain Velásquez

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG