Tamanho do texto

Segundo chefão do UFC, carateca aceitou o combate contra Rashad Evans, mas voltou atrás pedindo aumento salarial

Lyoto Machida teria pedido por um salário igual ao de Anderson Silva para lutar
Divulgação
Lyoto Machida teria pedido por um salário igual ao de Anderson Silva para lutar
Lyoto Machida esteve muito perto de protagonizar o UFC 133 na revanche contra Rashad Evans. De acordo com o presidente do UFC, Dana White, o carateca chegou a aceitar o convite para lutar no evento do dia 6 de agosto, mas depois voltou atrás e exigiu o mesmo salário de Anderson Silva para entrar no octógono.

“O Machida aceitou a luta. Já sabíamos há alguns dias o que estava acontecendo, e o Machida aceitou. Depois, ligamos para dizer que faríamos a luta, mas o pessoal dele falou que só aceitaria se pagássemos o mesmo que pagamos a Anderson Silva. Tudo isso depois de ele ter aceitado”, revelou o chefão da entidade ao site MMA Junkie.

“Eu falei: ‘Vocês estão de brincadeira comigo?’ Respondi que se o Machida conquistasse o que o Anderson conquistou, talvez eu pagasse a mesma coisa. Tenham um bom dia”, completou o presidente, indignado.

Em contato com a reportagem do iG , a esposa de Lyoto Machida, Fabyola, afirmou que o atleta rejeitou o combate devido ao pouco tempo de preparação disponível, o que foi negado por Dana White.

“Falaram que o Machida viria amanhã para cá se ganhasse o mesmo que Anderson Silva”, concluiu o dirigente, lembrando que o Aranha possui salário fixo da franquia, além de receber um percentual das vendas do pay-per-view .

A princípio, Rashad Evans enfrentaria Phil Davis no UFC 133, mas seu primeiro rival deixou o card por conta de uma lesão no joelho. Na última quarta-feira à noite, Dana White fez o anúncio oficial de que o ex-campeão Tito Ortiz seria o adversário de Evans no início do mês que vem.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.