Tamanho do texto

Combate pelo cinturão dos médios do UFC deve acontecer no dia 16 de junho, em São Paulo

O único entrave que parecia ameaçar a revanche entre Anderson Silva e Chael Sonnen não existe mais. De acordo com o presidente do UFC, Dana White, o brasileiro aceitou o novo combate contra o arqui-inimigo e agora a luta só precisa ser oficializada.

Veja também: Anderson Silva visita aldeia no Xingu para aprender luta indígena

“O contrato não foi assinado ainda, mas Anderson me deu sua palavra que a luta acontecerá”, afirmou o presidente do UFC contrariando as declarações de Chael Sonnen de que o campeão dos médios jamais aceitaria a revanche.

Confira ainda: Werdum ganha com "Ai Se Eu Te Pego", mas sai de cadeira de rodas

“Sonnen fala muita besteira. Vocês precisam parar de dar ouvidos ao que ele diz”, completou o empresário.

Dana White não quis confirmar a data e o local exato do novo confronto. Apesar disso, o UFC trabalha para anunciar ainda este mês o card em São Paulo , no dia 16 de junho, provavelmente no Pacaembu.

No primeiro duelo, em agosto de 2010, Anderson Silva levou a melhor com uma finalização no último round após levar uma surra de Sonnen ao longo da luta. Pouco depois, o americano testou positivo no exame antidoping e acabou suspenso por um ano. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.