Presidente do UFC não revela motivo e deixa explicação na mão do lutador, que promete explicações para terça-feira

O presidente do UFC, Dana White, e a Comissão Atlética não quiseram revelar o motivo da demissão de Nate Marquardt do principal evento de MMA do mundo. O primeiro falou em entrevista ao vivo durante a transmissão do UFC on Versus 4 que o norte-americano precisará ser homem e revelar o motivo. Já a comissão apenas falou que ele está afastado das lutas do MMA.

"Nate vai ter que ser homem e dizer ao mundo o motivo dele ter sido reprovado nos exames médicos. Para eu dizer que Nate não vai mais lutar no UFC, tem que ser sério", disse o misterioso Dana White durante a transmissão do UFC on Versus 4.

Nate Marquardt enfrentou o brasileiro Demian Maia no UFC 109
Josh Hedges/Zuffa LLC
Nate Marquardt enfrentou o brasileiro Demian Maia no UFC 109


Veja outras notícias do UFC na página de lutas do iG Esporte

Como o anúncio foi feito ao vivo na TV dos Estados Unidos, Nate Marquardt respondeu logo em seguida via Twitter. O lutador afirmou que dará explicações ao vivo na próxima terça-feira em um programa especializado em MMA.

Nate faria sua estreia nos meio-médios neste domingo diante de Rick Story. A poucas horas da pesagem, o lutador foi cortado para, minutos depois, ter sua demissão do UFC anunciada.

Sabe tudo de UFC? Prove no quiz especial do iG Esporte

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.