Comissão Atlética da Califórnia afirmou que interpretou artigo de forma errada e lutador pode solicitar nova licença

Com um rigor jamais visto entre em seus julgamentos, a Comissão Atlética do Estado da Califórnia condeno u , na última semana, pela segunda vez, Chael Sonnen pelo doping do atleta no UFC 117, quando o norte-americano foi derrotado pelo brasileiro Anderson Silva, na disputa do cinturão dos pesos médios do Ultimate.

Na decisão de quinta-feira, dia 18, a entidade suspendeu Sonnen por tempo indeterminado, sendo que o lutador poderia tentar uma nova licença para lutar apenas em junho de 2012. Porém, para surpresa de muitos, o diretor executivo da Comissão, George Dodd, escreveu uma nota, neste final de semana, informando que a interpretação do julgamento foi errada.

"Após o julgamento de 18 de maio de 2011, a Comissão cometeu um erro na aplicação do artigo 399”, diz a nota. De acordo com o esclarecimento, Chael poderá solicitar uma nova permissão para lutar em junho deste ano.

"Meu entendimento é que ele (Chael Sonnen) está livre para requerer a licença após 29 de junho", afirmou. "No entanto, ele terá que comparecer perante a Comissão e fazer um novo pedido para avaliação", completou o diretor.

Com a possibilidade de retornar aos combates ainda em 2011, Sonnen, que havia afirmado o interesse em se aposentar após a decisão da última semana, volta a ser cotado para comandar uma das equipes da décima quarta edição do The Ultimate Figher, o reality show do UFC, contra o inglês Michael Bisping.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.