Atletas mirins de oito anos se enfrentaram no octógono com direito a árbitro oficial e Ring Girl

Crianças disputam luta de grappling no octógono
Reprodução
Crianças disputam luta de grappling no octógono
Imagine uma versão mirim do UFC , com crianças protagonizando os combates no meio do octógono. É isso o que aconteceu na cidade de Preston, no noroeste da Inglaterra. Nesta quarta-feira, os jornais britânicos divulgaram imagens de um evento de MMA estrelado por atletas de apenas oito anos de idade, o que gerou grande polêmica sobre a explosão recente da modalidade ao redor do mundo.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros leitores

As fotos realmente impressionam. O show conta com todos os atrativos de um verdadeiro UFC, com comissão médica, árbitro uniformizado e até Ring Girls exibindo os corpos durante dos rounds. Tudo isso diante de um público que esgotou os ingressos do clube Greenlands Labour.

De acordo com o jornal Daily Mail, uma das crianças chegou a chorar no meio da luta e depois continuou após ser liberada pelo médico presente no local. A Associação Médica da Grã-Bretanha condenou o evento principalmente pelo fato de os jovens não utilizarem proteções.

Confira o vídeo: Minotauro carrega Dana White e Anderson Silva berra no UFC Rio

“Este exemplo de luta em jaula entre crianças é particularmente perturbador por elas não cobrirem as cabeças com nada”, afirmou o porta-voz da entidade.

A realidade, no entanto, é que o torneio não permite qualquer tipo de chute ou socos. Conta com lutas de grappling (uma espécie de jiu-jitsu sem quimono, com quedas e finalizações), que é praticado por crianças ao redor de todo o planeta.

Veja também: Anderson Silva faz campanha para participar da novela da TV Globo

“As crianças não se batem ou qualquer coisa assim quando são menores de idade. Não as deixamos socar ou chutar até a idade de 14, 15 anos”, afirmou o organizador do evento Steven Nightingale.

“Não houve nada de errado. As crianças estavam lá para lutar e elas já tinham feito isso antes. Os pais estavam juntos. As pessoas preferiam que as crianças estivessem nas ruas com armas e facas?”, indagou a dona do clube Greenland Labour, Michelle Anderson.

Crianças disputam luta de grappling no octógono
Reprodução
Crianças disputam luta de grappling no octógono

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.