Campeão peso pesado do UFC diz que nunca precisou usar qualquer substância ilegal para melhorar o rendimento no octógono

Junior Cigano demorou apenas 64 segundos para acertar um cruzado na cabeça de Cain Velásquez e conquistar o cinturão do UFC
Getty Images
Junior Cigano demorou apenas 64 segundos para acertar um cruzado na cabeça de Cain Velásquez e conquistar o cinturão do UFC
O brasileiro Junior Cigano falou pela primeira vez sobre o doping do holandês Alistair Overeem . Por conta do problema, o campeão peso pesado do UFC deve enfrentar um novo adversário na edição 146 do maior campeonato de lutas do mundo, dia 26 de maio, em Las Vegas.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

“Eu sou profissional e sou campeão sem nunca ter usado qualquer artifício proibido para melhorar o rendimento. Quando estou lutando, aquele realmente sou eu”, escreveu Cigano,no Twitter.

Leia mais: Anderson treina na praia e Sonnen ironiza sua forma física

Alistair Overeem testou positivo em um exame antidoping surpresa realizado logo após a entrevista coletiva dos lutadores, na semana passada, em Las Vegas. Os outros atletas que participaram do evento (Cigano, Cain Velásquez, Frank Mir, Roy Nelson e Antônio Pezão) passaram normalmente no teste.

Veja também: Vitor Belfort dispara contra deputado e elogia Chael Sonnen

“Sobre o que aconteceu com o Overeem, eu não sei nada além do que vocês sabem. O assunto agora é entre ele e a Comissão Atlética de Nevada”, acrescentou Cigano.

O norte-americano Frank Mir é apontado como o lutador favorito para substituir Overeem na primeira defesa de cinturão de Cigano. O ex-campeão peso pesado está embalado com três vitórias seguidas. A última delas foi contra o brasileiro Minotauro, no UFC 140.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.