Confira a opinião de uma série de profissionais do mundo das lutas sobre os dois combates principais do evento de sábado

O UFC Rio deste sábado será protagonizado por dois importantes combates para a torcida brasileira. José Aldo defenderá o cinturão dos penas contra o invicto Chad Mendes, enquanto Vitor Belfort voltará a lutar no país pela primeira vez em 14 anos na estreia de Anthony Johnson no peso médio.

O iG ouviu a opinião do campeão dos pesados Junior dos Santos e de uma série de lutadores e treinadores sobre os dois combates principais do evento. Confira abaixo a análise dos especialistas:

José Aldo (BRA) x Chad Mendes (EUA)

Junior dos Santos (campeão dos pesados)
Esta pode ser a melhor luta da noite. São dois atletas muitos rápidos. É bonito de ver como eles são rápidos e técnicos, mas o José Aldo tem mais recursos. O Chad Mendes está invicto, mas não acho que irá conseguir trocar com o Aldo em cima por muito tempo. Então dá nocaute para Brasil

Wanderlei Silva (próximo adversário de Belfort)
Mesmo sem conhecer muito o Chad Mendes, posso dizer que o José Aldo é o favorito. É um dos cinco melhores peso por peso do mundo. É um cara completo, bom de jiu-jitsu, bom em pé e vai lutar em casa. Sou muito fã do Aldo e espero que ele mantenha esse cinturão no Brasil.

José Aldo e Chad Mendes se encaram após coletiva no Rio
Getty Images
José Aldo e Chad Mendes se encaram após coletiva no Rio

Mark Hominick (ex-rival de José Aldo)
O Chad Mendes ainda não ficou em apuros, mas o José Aldo vai fazer ele passar por isso pela primeira vez. Vamos ver como ele reage a isso, pois está invicto. A experiência do Aldo também pode falar mais alto, então ele leva vantagem com certeza.

Veja também: UFC na madrugada faz atletas adiarem sono com treinos e videogame

Pedro Rizzo (ex-UFC e técnico de Muay Thai de Aldo)
Acho que o José Aldo vai ganhar tranquilo. Ele está muito bem treinado, está voando. Ele está muito bem em pé, no chão e nas quedas. Neste peso é quase impossível ganhar dele. O Chad não vai colocar ele para baixo tão fácil. Ele tem um wrestling diferente, mas o José Aldo tem uma defesa de queda bem diferente também. Algo instintivo, é uma espécie de marca pessoal. Fora isso, é muito completo em pé. Até o Chad chegar, vai receber alguns golpes. Por isso, acho que o Aldo vence por nocaute.

 Ray Sefo (técnico de Belfort)
Acho que o José é um daqueles lutadores supertalentosos. E ele é um cara que consegue se adaptar a todas as situações, não importa aonde a luta for. É um atleta bem rodado e por causa disso acho que vai ganhar, mas o Mendes não é bobo.

Dedé Pederneiras (técnico principal de José Aldo)
O Júnior [José Aldo] sempre treina muito forte para todas as lutas e não foi diferente para essa. Acreditamos que ele vai tentar o wrestling. Não subestimamos a parte em pé dele, mas a parte mais forte dele é o wrestling e ele vai tentar botar para baixo. Nossa missão é impedir isso.

Vitor Belfort x Anthony Johnson

Junior dos Santos (campeão dos pesados)
Vai ser uma luta boa de se assistir. É a primeira do Anthony Johnoson é um cara bem forte e era muito perigoso no 77. Vamos ver como vai se sair. O vitor é um cara mais completo e o favoreço por causa disso, as não acho que vai acabar muito rápido. Ela chega até o terceiro round em minha opinião.

Wanderlei Silva (próximo adversário de Belfort)
Sou Vitor desde pequenininho. Quero pegar ele depois de uma vitória. Principalmente em cima de um cara tão duro como o Anthony Johnson. Pessoal não conhece ele no Brasil, mas ele é famoso nos EUA. É um cara de ponta e é muito perigoso. É bom o Vitor ter se preparado. O Anthony vai tentar derrubar, e o Belfort pode pegar na entrada, principalmente com a direita, mas tudo pode acontecer.

Mark Hominick (ex-rival de Aldo)
O Vitor deve aparecer muito motivado e a velocidade será um fator importantíssimo nessa luta, principalmente se o Anthony for para cima. O Vitor leva vantagem na velocidade e na experiência.

Wanderlei Silva (dir.) torce pela vitória de Belfort, seu próximo adversário no meio do ano
Futura Press
Wanderlei Silva (dir.) torce pela vitória de Belfort, seu próximo adversário no meio do ano

Pedro Rizzo (ex-UFC e técnico de Muay Thai de Aldo)
Pelo o que eu vi do Anthony Johnson, deu para perceber que o Vitor Belfort tem mais armas para resolver o combate. Se o Vitor usar toda a habilidade, ele deve ganhar até de forma tranquila, pois é mais lutador que o Anthony. Além disso, é mais experiente e tem mais poder de nocaute. O Anthony chuta muito e é versátil, mas a luta não é favorável para ele.

Confira ainda: Rival de Belfort fala em massacre e promete 'meter a porrada'

Ray Sefo (técnico de Vitor Belfort)
Sabemos que a força do Anthony é o wrestling. O Anthony sabe que a força do Vitor é a luta em pé e o jiu-jitsu. Por isso é uma luta interessante, não há mistério. Acreditamos que ele vai apenas fintar os ataques para tentar derrubar o Vitor, não acho que ele queira trocar golpes com alguém como o Vitor.

Dedé Pederneiras (técnico principal de José Aldo)
Acho que o Vitor vai nocautear ele com certeza. Assim como o Chad Mendes, acho que o Anthony Johnson vai tentar usar o wrestling, mas não vai adiantar. O Vitor vai dar um bom golpe de encontro.null

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.