Publicidade
Publicidade - Super banner
Lutas
enhanced by Google
 

Cigano é escolhido como técnico do TUF e enfrenta Brock Lesnar

Brasileiro fará parte do elenco do mais importante reality show do UFC, mas perde topo da lista entre os desafiantes dos pesados

iG São Paulo |

O presidente do UFC, Dana White, deu um presente e, ao mesmo tempo, colocou Junior dos Santos, o Cigano, em uma armadilha nesta terça-feira. O brasileiro foi confirmado como técnico da 13ª temporada do TUF (The Ultimate Fighter), o reality show do maior campeonato de MMA que premia o campeão com um contrato com o UFC. Ser escalado para o programa, que tem muita visibilidade nos Estados Unidos, confirma o grande prestígio de Cigano, mas ao mesmo tempo tira dele a garantia de ser o próximo desafiante pelo títulos dos pesados.

Se antes Cigano seria com certeza o desafiante de Cain Velásquez pelo cinturão dos pesados, agora precisará pegar o outro técnico do TUF para ter o direito que antes já lhe era garantido. E o páreo é duro: Brock Lesnar. O ex-campeão, que teve seu futuro colocado em dúvida pela mídia norte-americana, será o adversário no programa, que começa a ser gravado no dia 30 de março, e também na luta em junho que definirá o desafiante de Velásquez.

Divulgação
Cigano (dir.) venceu Roy Nelson no UFC 117 e foi escolhido técnico do TUF 13


“As filmagens começarão no fim do mês e tenho certeza que serão seis semanas de gravação bastante intensas. Depois de gravar o programa, eles irão se enfrentar em junho, em alguma data ainda a ser definida. Mas a luta acontecerá em junho com certeza”, disse Dana White.

Ao mesmo tempo que confirmou o duelo no programa e também em cima do octógono em junho, Dana afastou qualquer possibilidade da luta valer pelo cinturão interino.

Apesar de perder o topo da lista de desafiantes, Cigano deve estar satisfeito com a decisão. O brasileiro não queria ficar parado de jeito nenhum e teve seu desejo atendido por Dana.

“Deixar um lutador como o Dos Santos sem lutar seria ridículo. Ele é um garoto que define suas lutas no primeiro ou no segundo round e sempre manifestou o desejo de continuar lutando mesmo com a lesão de Cain. Isso foi perfeito para nós”, completou Dana.

Leia tudo sobre: ufcbrock lesnarjunior cigano

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG