Tamanho do texto

Brasileiro adotou uma estratégia maus conservadora e levou a melhor no UFC 136 na decisão dos juízes

Foi mais difícil do que a maioria esperava. Mas no fim, José Aldo cumpriu seu papel com sucesso no UFC 136, em Houston (EUA). O brasileiro realizou uma luta cautelosa, mas fez o suficiente para derrotar Kenny Florian por pontos na decisão dos juízes (por 49 a 46) e manter o cinturão dos penas.

“Foi mais ou menos o que esperávamos, pois o Kenny é um ótimo lutador. Por isso, procurei conter mais o ânimo. Desculpa, mas na próxima vou vir melhor”, comentou o amazonense após ser apontado como o vencedor e ouvir poucas, mas presentes, vaias da torcida.

No início do combate, José Aldo mostrou uma postura bastante agressiva perseguindo o rival pelo octógono. Mas a partir do terceiro minuto, Florian segurou o brasileiro na grade com sucesso e conseguiu algumas quedas, suficientes para conquistar a simpatia dos fãs presentes na arena.

Após o primeiro intervalo, os dois se estudaram mais. Apesar de adotar uma postura bem mais conservadora do que de costume, Aldo foi mais preciso nos golpes em pé, com bons chutes baixos.

Já no terceiro round, o amazonense se impô com mais autoridade. Além de encaixar bons socos no rosto do anfitrião, ele derrubou Florian e manteve o controle no topo.

O assalto seguinte começou em um ritmo mais lento. Enquanto o norte-americano continuou buscando as quedas, José Aldo passou a escolher mais os golpes para não se desgastar.

Durante o último intervalo, o brasileiro chegou a levantar da cadeira para pedir apoio do público, com sucesso. E quando o round decisivo começou, o brasileiro lutou com bastante inteligência. Aproveitou um escorregão de Florian e montou em cima do rival durante boa parte do tempo e fechou o duelo com o triunfo por pontos.

Com o resultado, o brasileiro realizou com sucesso sua quarta defesa de cinturão da categoria. Apesar disso, ele atingiu nada menos do que seu décimo triunfo consecutivo desde que foi contratado pelos donos do Ultimate (somando as lutas do extinto WEC e do próprio UFC). Desta forma, ele ostenta agora um cartel de 20 vitórias e uma derrota.

Frankie Edgard continua campeão após reviravolta
Logo após o duelo de Aldo, foi a vez de Frankie Edgar e Grey Maynard disputarem o cinturão dos leves e definirem quem realmente mandava na categoria após dois combates inconclusivos. Melhor para o atual campeão, que manteve o título com um grande nocaute no quarto round.

E o duelo começou exatamente igual ao último encontro dos dois, no ano novo. Maynard encaixou uma série de golpes certeiros, derrubou Edgar algumas vezes e dominou amplamente o assalto.

Mas logo após o intervalo, Frankie Edgar se recompôs. E depois de vencer os assaltos seguintes, encaixou uma série de socos no adversário para vencer o confronto em grande estilo.

Confira os resultados dos principais duelos do UFC 136:
Frankie Edgar (EUA) venceu Grey Maynard (EUA) por nocaute no 4° round
José Aldo (BRA) venceu Kenny Florian (EUA) na decisão dos juízes
Chael Sonnen (EUA) venceu Brian Stann (EUA) por finalização no 2° round
Nam Pham (EUA) venceu Leonard Garcia (EUA) na decisão dos juízes
Joe Lauzon (EUA) venceu Melvin Guillard (EUA) por finalização no 1° round
Demian Maia (BRA) venceu Jorge Santiago (BRA) na decisão dos juízes