Publicidade
Publicidade - Super banner
Lutas
enhanced by Google
 

Brasileiros vencem nas primeiras lutas do ano no UFC 125

Thiago Silva derrotou o norte-americano Brandon Vera e Diego Nunes venceu Mike Brown na sua estreia

Aretha Martins, iG São Paulo |

AP
Thiago Silva (direita) tenta golpe contra Brandon Vera no UFC 125
Os brasileiros começaram bem o ano de 2011 no mundo das lutas. No UFC 125, evento que aconteceu nesta madrugada em Las Vegas, nos Estados Unidos, Thiago Silva e Diego Nunes venceram seus duelos contra atletas norte-americanos.

Na categoria meio-pesada, Thiago Silva venceu Brandon Vera por decisão unânime dos juízes, depois de terminar os três rounds em vantagem. Ele adotou a tática de levar a luta para o chão e, no solo, dominou o combate desferindo pesados socos e cotoveladas contra o americano.

“Eu treinei de tudo, de luta livre a muay thai. Eu vim preparado para essa luta e em toda a chance que eu tinha eu tentava finalizar a luta, mas sei que às vezes demora um pouco mais”, disse o paulista.

O confronto, segundo Thiago, teve provocação do rival norte-americano. “Ele disse em algumas entrevistas que iria me nocautear, me chutar na cabeça e mais e a luta foi para mostrar para ele que não é assim”, afirmou.

A luta foi o retorno de Thiago Silva ao octógono. Ele ficou um ano afastado por conta de uma lesão na coluna. “Depois de um ano afastado das lutas, eu acho que foi uma apresentação boa, mas eu estou aqui para poder melhorar também”, comentou. E ele parecia com saudade do combate. “Eu queria me divertir e esse é o meu lugar. Eu pertenço a esse lugar”.

Outro brasileiro a lutar em Las Vegas foi o gaúcho Diego Nunes. Ele encarou o também norte-americano Mike Brown na categoria pena, nas lutas preliminares, e venceu na decisão dividida dos juízes. Essa foi a estreia de Nunes no UFC. O gaúcho era lutador do WEC (World Extreme Cagefighting).

“Estou muito honrado de lutar o UFC. Foi a realização do meu sonho”, disse Diego emocionado após a vitória. “Eu nunca tive nada na minha vida e agora, lutando, eu tive a oportunidade de participar do maior evento do tipo no mundo. Eu só posso agradecer a Deus”, completou.

Empate na briga pelo cinturão

O principal evento da madrugada foi era a luta que valia o cinturão dos pesos leves. O norte-americano Frank Edgard, atual campeão, enfrentou o compatriota Gray Maynard, que está invicto e é único lutador que já derrotou Edgard no UFC. O duelo foi emocionante.

No primeiro assalto, domínio total de Maynard. Na sequência, reação de Egard. No terceiro round, Maynard conseguiu derrubar o adversário. E mais uma vez, o atual campeão consegue se recuperar. No round final, mais equilíbrio e a decisão ficou nas mãos dos juízes. Um deu a vitória a Edgar e outro, para Maynard. O terceiro deu empate e a luta acabou sem vencedor.

Como o duelo valia o título, o atual campeão Frank Edgard manteve o seu cinturão e Maynard seguiu invicto. “Foi uma grande luta, para mim e para os fãs. Terminar uma luta empatado até que é bom porque você não ganha, mais também não perde”, brincou Edgard.

 

Leia tudo sobre: UFClutasThiago SilvaDiego Nunes

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG