Brasileiro encara Yoshihiro Akiyama na Filadélfia, enquanto Rashad Evans enfrenta Tito Ortiz

Vitor Belfort retorna ao octógono com obrigação da vitória para se redimir
Divulgação
Vitor Belfort retorna ao octógono com obrigação da vitória para se redimir
Vitor Belfort teve a chance de enfrentar Anderson Silva em fevereiro, mas acabou derrotado com um nocaute espetacular no primeiro round. Neste sábado à noite, ele retorna ao octógono com a cabeça ainda voltada no principal lutador do UFC. O carioca enfrenta o japonês Yoshihiro Akiyama no UFC 133, na Filadélfia, já planejando uma futura revanche contra o Aranha.

“Acho que já poderei disputar o cinturão novamente se conseguir essa vitória. Estou trabalhando para isso e já gostaria de enfrentar o vencedor da luta entre Anderson Silva e o Yushin Okami do UFC Rio. É o que eu quero. Vamos ver o que vai acontecer”, afirmou o atleta ao ser questionado pela reportagem do iG .

Antes e Depois: Veja o estrago causados aos lutadores nos combates do UFC

Favorito nas casas de apostas devido às duas derrotas recentes do japonês, Vitor Belfort voltará a figurar entre os principais lutadores da categoria médio com o eventual triunfo. Mas a realidade é que uma vitória sobre Akiyama não deverá ser suficiente para colocá-lo na frente de Anderson tão cedo.

nullO vencedor do confronto de outubro entre Chael Sonnen e Brian Stann, por exemplo, deve ganhar a próxima chance. Também existe a possibilidade da aguardada superluta entre Anderson Silva e Georges St-Pierre após o próximo duelo do canadense, o que atrasaria a revanche de Belfort.

MiGCompLinks_C:undefined Fato é que na frente do presidente do UFC, o próprio carioca adotou uma postura diferente e evitou fazer qualquer exigência. “Tenho que vencer Akiyama antes de pensar em uma chance do título. Isso fica por conta do Dana White”, afirmou o brasileiro em entrevista coletiva.

O UFC 133 também contará com outro importante combate, que será protagonizado pelos ex-campeões Rashad Evans e Tito Ortiz. A princípio, o primeiro deveria enfrentar Phil Davis, cortado por lesão. O carateca Lyoto Machida chegou a aceitar o desafio. Porém, o brasileiro voltou atrás e pediu o mesmo salário de Anderson Silva , o que irritou Dana White.

Melhor para Tito Ortiz, que se colocou à disposição e ganhou a oportunidade. “Tenho muito a conquistar no esporte e ainda não terminei. Vou provar isso no sábado à noite”, prometeu o veterano de 36 anos, lembrando que os dois já se enfrentaram em 2007 e acabaram empatando.

nullOutros dois brasileiros sobem no octógono no sábado à noite. Azarão, Rani Yahya encara o invicto Chad Mendes para ter uma chance de disputar o cinturão dos penas. Já Rafael Natal abre a noite de combates contra o norte-americano Paul Bradley.

O UFC 133 começará às 21h (horário de Brasília) com as lutas preliminares. O evento será transmitido ao vivo por payperview no canal Combate. Confira todas as lutas:

Card Principal
Rashad Evans (EUA) x Tito Ortiz (EUA)
Vitor Belfort (BRA) x Yoshihiro Akiyama (JAP)
Dennis Hallman (EUA) x Brian Ebersole (EUA)
Jorge Rivera (EUA) x Costantinos Philippou (CY)
Rory MacDonald (CAN) x Mike Pyle (EUA)

Card Preliminar
Matt Hamill (EUA) x.Alexander Gustafsson (SUE)
Chad Mendes (EUA) x Rani Yahya (BRA)
Ivan Menjivar (CAN) x Nick Pace (EUA)
Johny Hendricks (EUA) x Mike Pierce (EUA)
Mike Brown (EUA) x Nam Phan (EUA)
Rafael Natal (BRA) x Paul Bradley (EUA)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.