Publicidade
Publicidade - Super banner
Lutas
enhanced by Google
 

Após suspensão por doping, Thiago Silva enfrenta nova sensação do UFC

Brasileiro ficou um ano afastado e encara Alexander Gustafsson, neste sábado, na luta principal do primeiro UFC na Suécia

iG São Paulo |

Afastado do UFC desde janeiro do ano passado, quando levou suspensão de um ano por fraudar o teste de urina depois da vitória contra o norte-americano Brandon Vera, o peso meio pesado Thiago Silva retorna ao octógono mais famoso do mundo neste sábado. No primeiro UFC realizado na Suécia, o brasileiro disputa a luta principal da noite contra Alexander Gustafsson – o evento será transmitido pelo Canal Combate a partir das 13h (horário de Brasília).

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Após ganhar uma segunda chance de Dana White, presidente da organização, Thiago Silva precisa mostrar serviço contra o atleta da casa, uma das grandes promessas do MMA. Com um cartel de 12 vitórias em 13 lutas, Gustafsson é apontado como uma futura ameaça para Jon Jones, campeão meio pesado do UFC. Em caso de vitória nesta sábado, ele ficará próximo de disputar o cinturão.

Divulgação/ UFC
Thiago Silva (à direita) encara Alexandre Gustafsson após a pesagem


Confiante por lutar em casa, o sueco prometeu acabar com Thiago Silva no primeiro round. De quebra, ainda criticou a postura do brasileiro dentro do UFC. “Ele é um grande lutador, mas não é um bom esportista. Ele falta com respeito em suas lutas e isso apenas me deixa mais motivado para enfrentá-lo”, discursou.

Leia mais: Comissão libera o uso de maconha medicinal para lutadores do Strikeforce

Irritado com a declaração, Thiago Silva não deixou por menos. “O problema dos lutadores dos EUA e da Europa é que eles falam demais. No Brasil, primeiro a gente bate, depois a gente fala”, disparou

Veja também: MMA inaugura federação internacional e nutre sonho olímpico

Apesar do longo período afastado do octógono, Thiago Silva garantiu estar bem preparado. “Eu treinei pesado e aprendi como trabalhar bem o meu corpo para melhorar ainda mais. Procurei me manter em forma e não ganhar muito peso. Tive até um acompanhamento nutricional. Estou mais forte, rápido e com mais saúde”, comentou.

Divulgação/UFC
Paulo Thiago quer ter uma sequência de vitórias para poder lutar pelo cinturão
Além de Thiago Silva, Paulo Thiago e Diego Nunes também representam o Brasil no card principal do evento. Policial do BOPE de Brasília, o meio médio Paulo Thiago encara o afegão Siyar Bahadurzada.

E mais: Descubra o time de futebol dos lutadores do UFC

“Acho que estou evoluindo tecnicamente, mas o meu cartel está um pouco inconstante, ganhei umas lutas e perdi outras. Estou vindo de uma vitória e vou procurar conquistar uma sequência de vitórias para ter a chance de disputar o titulo também”, disse o lutador, que vai entrar no octógono ao som de “Tropa de Elite”.

Confira ainda: Veja fotos e relembre os cortes mais sangrentos da história do UFC

Já o peso pena Diego Nunes enfrenta o russo radicado na Alemanha Dennis Siver, ex-campeão de Kickboxing. “Estou animado para enfrentar um striker no UFC, ele tem um excelente jogo de pé, e eu também gosto de manter a luta assim, então deve ser um combate muito animado”, analisou.

Card principal:

Thiago Silva x Alexander Gustafsson;

Brian Stann x Alessio Sakara;

Paulo Thiago x Siyar Bahadurzada;

Diego Nunes x Dennis Siver;

Demarques Johnson x John Maguire;

Brad Pickett x Damacio Page;

Card preliminar:

Papy Abedi x James Head;

Cyrille Diabate x Jorgen Kruth;

Francis Carmont x Magnus Cedenblad;

Reza Madadi x Yoislandy Izquierdo;

Simeon Thoresen x Besam Yousef;

Jason Young x Eric Wisely.

Leia tudo sobre: Thiago SilvaUFCSuéciaAlexandre GustafssonPaulo Thiago

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG