Publicidade
Publicidade - Super banner
Lutas
enhanced by Google
 

Anderson Silva é comparado a Senna contra repúdio ao Corinthians

Lutador foi alvo de outras torcidas no UFC Rio, mas disse que defende todo o povo brasileiro no octógono

Bruno Winckler e Rodrigo Farah, em São Paulo |

Anderson Silva mostrou nesta segunda-feira que o MMA está cada vez mais ligado ao futebol, seja no investimento dos clubes ou nas provocações dos torcedores. Hostilizado por fãs de outras equipes no UFC Rio, o campeão dos médios fez o máximo para evitar a rejeição de rivais e foi até comparado a Ayrton Senna para se consagrar como ídolo nacional e não somente do Corinthians.

"O torcedor está entendendo aos poucos. É que nem o Ayrton Senna, que usava a bandeira do Corinthians e era amado por todos", ressaltou o presidente Andrés Sanchez na apresentação oficial do lutador.

Veja também: Anderson Silva comete gafe e lembra de Tolima em apresentação

"Estamos trabalhando para mudar os heróis do país, mudar a referência das crianças. As torcidas têm que entender que não estou ali só para representar o clube e sim o Brasil. Luto por todos", completou o principal atleta de MMA no planeta.

Anderson Silva foi alvo de provações em diversos momentos do UFC Rio, começando no treinamento aberto na praia de Copacabana, quando ouviu várias manifestações de flamenguistas.

Entre para a torcida virtual do Corinthians e o ajude a se manter no topo do ranking

Após a vitória por nocaute sobre Yushin Okami, ele vestiu a camisa do Corinthians e voltou a ouvir provocações com direito a xingamentos contra o time alvinegro em pleno octógono. "As pessoas vão ver que o MMA não é passageiro. Quando subo para lutar, é para todos os brasileiros", completou.

O campeão mundial assinou contrato até julho do ano que vem com o Corinthians. Ele ficará à frente do Centro de Treinamento de lutas do clube alvinegro, que terá coordenação de sua equipe. Como mora nos Estados Unidois, Anderson Silva fará apenas parte de sua preparação no Parque São Jorge, mas ainda assim irá auxiliar o andamento do projeto.

"Não o contratamos apenas por ser o campeão que é. E sim pelo projeto e pela academia de alto rendimento que ele vai ajudar. Não foi simplesmente pela publicidade e sim porque será um projeto de vários anos para ajudar os atletas da sociedade", ponderou Andrés Sanchez.

Leia tudo sobre: UFCUFC RioAnderson SilvaCorinthians

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG