Campeão dos médios do UFC irá enfrentar o japonês Yushin Okami, que o venceu por desqualificação, no evento no Rio de Janeiro

Steven Seagal, o
Getty Images
Steven Seagal, o "mestre" do lutador brasileiro Anderson Silva
Anderson Silva irá se preparar no Brasil para o UFC Rio, que acontece em 27 de agosto, na HSBC Arena. E deverá ter uma ajuda extra para não ter outra surpresa diante do japonês Yushin Okami, o último lutador a vencer o atual campeão dos médios, em 2006, por desqualificação (Silva desferiu um golpe ilegal e Okami se recusou a continuar). O brasileiro confirmou que o ator e lutador americano Steven Seagal estará no país para ajudar nos treinamentos.

Será a primeira vez de Seagal no país com esse intuito, visto que os treinamentos anteriores foram nos Estados Unidos. “Não, ainda não treinei com ele para essa luta (contra Okami), mas com certeza o Steven Seagal vai acompanhar os treinamentos aqui no Brasil, ajudar como tem feito comigo e com o Lyoto (Machida). Vamos treinar para conseguirmos um bom resultado no UFC Rio. É um grande mestre, quando tem tempo é um cara muito exigente conosco”, afirmou Silva.

Twitter do iG Esporte: Notícias, vídeos, fotos e curiosidades sobre o mundo esportivo

Com ou sem Seagal, é fato notório o respeito que o brasileiro conquistou no meio. O presidente do UFC, Dana White, não se cansa de dizer que o considera o melhor de todos os tempos. E até quem não leva desaforo para casa baixa a cabeça para o campeão que já foi desafiado oito vezes e continua com o cinturão. Forrest Griffin, adversário de Maurício “Shogun” Rua, indagado se gostaria de uma revanche contra Silva após ter sido nocauteado em agosto de 2009 no UFC 101, respondeu, rindo: “Passo a pergunta”. Em seguida, foi incentivado a dar conselhos a Okami para a luta no Rio e saiu com essa: “Sinceramente não sei. Tem de fazer o contrário do que eu fiz”, brincou novamente.

O japonês, que concedeu entrevistas na quinta-feira no Copacabana Palace com auxílio de uma tradutora - ele não fala inglês -, procurou não provocar o campeão. Indagado sobre o último combate, explicou o motivo de não ter continuado a luta: “As imagens eram muito fortes e preferi não continuar”, disse a senhora que traduzia o que o lutador falava.

Silva, por sua vez, não se furtou a uma pequena alfinetada, ao afirmar que “não perdeu” para Okami em 2006, mas também optou pelas amenidades em seguida. “É uma grande oportunidade para nós dois, mas o resultado só saberemos no final. É um grande lutador, respeito muito e vamos esperar o dia da luta. Não sabemos quem ganhará”.

null

Veja fotos da entrevista coletiva dos astros do UFC no Copacabana Palace:

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.