Publicidade
Publicidade - Super banner
Lutas
enhanced by Google
 

Anderson Silva deixa Aranha de lado e se proclama Tubarão do UFC

Lutador usou o tubarão para ilustrar sua imagem como campeão dos médios do UFC

Rodrigo Farah, iG São Paulo |

Beto Lima
Anderson Silva foi um dos convidados do programa do Jô Soares
O estilo singular, provocativo e eficaz traduz o sucesso de Anderson Silva no octógono. Mas segundo o campeão do UFC, o apelido de Aranha não ilustra sua imagem como lutador. Passada uma série de vitórias conquistadas de maneira impressionante, o paulista afirmou que o animal que exemplifica seu estilo da melhor maneira possível é o tubarão.

Relembre: Anderson Silva dá show com nocaute em festa brasileira no UFC Rio

"É preciso ser como os animais. Quando eles atacam, eles são precisos. Sou como um tubarão. Quando ele ataca uma foca, ele é preciso. Na arte marcial você precisa ser rápido e eficiente", resumiu o atleta em passagem no programa do Jô Soares na última terça-feira.

Invicto há 15 combates, Anderson Silva detém a maioria dos recordes do UFC, como o número de triunfos (14 dentro do torneio) e defesas de cinturão consecutivas (nove).

iG entrevista: Minotauro personifica Rocky Balboa brasileiro com redenção no UFC

Não só isso, como ele é o líder em várias estatísticas da franquia que traduzem sua imagem de “tubarão”. Atualmente, é o atleta mais eficaz de todo o torneio, acertando 68% dos golpes que dispara nos combates. Ele também é o lutador que mais mandou os rivais à lona: 15 vezes no total.

“As artes marciais não foram criadas para se atacar o adversário e sim para se defender. Tive bons professores que sempre me passaram essa filosofia. Trago isso dos meus treinos para as lutas. O mais importante é se defender, a nossa segurança. Depois vem o ataque”, completou.

Veja também: Brock Lesnar e Overeem farão duelo de superpesados no UFC

Em sua aparição no UFC Rio, Anderson Silva voltou a mostrar habilidades que nenhum outro lutador do mundo conseguiu. O atleta baixou a guarda provocando o japonês Yushin Okami defendendo os golpes apenas com a esquiva, no melhor estilo do boxeador Muhammad Ali.

Mesmo assim, ele levou a melhor nocauteando o japonês no segundo round após a interrupção do juiz. “Todas as vezes que me perguntam como vão ser minhas lutas, respondo assim: vai ser engraçado. E depois acaba sendo engraçado mesmo”, ironizou o campeão.

Leia tudo sobre: Anderson SilvaufcmmaUFC Rio

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG