Último evento do ano vendeu cerca de 340 mil a 380 mil pacotes de pay-per-view e perdeu apenas para Cormier x Jones e Bisping x Georges St-Pierre

Cris Cyborg defendeu o cinturão do peso-pena do Ultimate diante da norte-americana Holly Holm no último dia 30 de dezembro, em Las Vegas, Estados Unidos, no UFC 219 , e um grande público viu a vitória da brasileira por decisão unânime dos juízes após uma grande batalha em cinco rounds.

Leia também: Saiba tudo sobre várias modalidades de lutas aqui no iG Esporte

Cris Cyborg derrotou Holly Holm por decisão unânime dos juízes
UFC
Cris Cyborg derrotou Holly Holm por decisão unânime dos juízes

Usando apenas os números, é possível dizer que a vitória de Cyborg fez parte de um dos maiores eventos de 2017. De acordo com dados preliminares divulgados pelo Ultimate, foram vendidos de 340 mil a 380 mil pacotes de pay-per-view para o UFC 219.

Se esses números forem confirmados, a última edição do UFC de 2017 ficará atrás apenas dos UFC 214 e UFC 217, que tiveram os duelos entre Daniel Cormier x Jon Jones e Michael Bisping x Georges St-Pierre, respectivamente, como lutas principais.

Leia também: "Barbie do muay thai" se prepara para migrar ao MMA; veja fotos da beldade

Carreira

Esta foi a 19ª vitória de Cris Cyborg no MMA. Sua única derrota foi na estreia, ainda em 2005. Ela está no UFC desde maio de 2016 e desde então lutou quatro vezes e ganhou as quatro. Com o cinturão dos penas em sua posse, a curitibana de 32 anos ainda não tem adversária definida, apesar de que muitos acreditam que ela irá enfrentar outra brasileira: Amanda Nunes, campeã peso-galo.

Leia também: Para Wanderlei Silva, não há ninguém melhor do que Cris Cyborg no MMA mundial

    Leia tudo sobre: luta
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.