Sem patrocínio, Jamila Sandora apelou para a solidariedade dos seus seguidores nas redes sociais

Jamila Sandora, a lutadora mais sexy do Brasil
Marcelo Campos/ Divulgação
Jamila Sandora, a lutadora mais sexy do Brasil

Com duas vitórias conquistadas na categoria profissional de MMA, Jamila Sandora , de 35 anos de idade, sonha em chegar longe no mundo da luta. A lutadora, que também é musa do Vasco, se prepara para mais duas competições nos próximos meses. Sua maior dificuldade, no entanto, é conseguir verbas para exames e suplementação. 

Leia também: Lutar MMA usando apenas lingerie? Elas fazem isso! Confira as imagens

Sem patrocínio, a moça que é conhecida como lutadora mais sexy do Brasil criou uma vaquinha online. A ideia partiu dos seus fãs. "Estou com duas vitórias no profissional e me preparando para mais duas lutas televisionadas de eventos grandes como o Angels & Figth e o Figth 2 Nigth. Então, tem toda uma preparação para chegar bem nas lutas e tudo isso tem um gasto muito grande", disse Jamila.

Confira fotos de Jamila Sandora

"Como diminuí os trabalhos para me dedicar integralmente aos treinos, acabo não conseguindo manter o que é preciso para esse trabalho ser melhor desenvolvido. No Brasil, nosso esporte não é bem reconhecido e remunerado, por isso vários lutadores correm atrás de patrocínio e que, mesmo assim, é difícil conseguir. Meus fãs deram a ideia de fazer a vaquinha online para ver se poderia ter um retorno maior para conseguir alcançar bons resultados", completou a integrante da equipe PRVT.

Leia também: Ring girl e lutadora, beldade brasileira é convidada a entrar para o MMA

Jamila Sandora durante luta
Marcelo Campos/ Divulgação
Jamila Sandora durante luta

As próximas lutas de Jamila acontecerão no dia 15 de outubro, na Barra da Tijuca, no Grand Mercure Rio Hotel, e a outra em São Paulo, no dia 28 de novembro, ainda sem local definido.

"Meu mestre Gilliard Paraná me prepara para uma boa luta e acredita muito em mim. Com mais duas ou três vitórias, podemos dar voos longos e representar o País como várias outras atletas que temos em eventos enormes representando a equipe PRVT. Todo mundo sabe que no início ninguém quer ajudar atletas, são pouquíssimos que ajudam com a credibilidade no lutador. Os patrocinadores só surgem quando passamos nossas maiores dificuldades e começamos a ter maiores visibilidades, mas na hora que mais precisamos, raros são os que nos estendem a mão", afirmou.

Leia também: Lutadora faz fotos sensuais e comenta sobre sexo: "30 minutos de preliminares"

Começo como ring girl

A lutadora Jamila Sandora começou no mundo da luta como ring girl, mas revela que agora está focada em apenas lutar. Ela espera a sensibilidade da população para conseguir a verba. "Espero que consiga sensibilizar algumas pessoas de acordo com meu esforço. Eu deixei de subir no octógono como ring girl para agora ser protagonista do espetáculo, mas para isso, não é só as porradas que aguentamos, tem todo um processo muito duro, que só quem gosta e ama mesmo o esporte, permanece", finalizou.


    Leia tudo sobre: Luta
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.