Luta com Weidman é chance derradeira para Belfort alcançar feito inédito no UFC

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Aos 38 anos, brasileiro encara americano em Las Vegas pelo cinturão dos médios e tenta ser o primeiro lutador da história do Ultimate a conquistar títulos por três categorias diferentes

Chris Weidman e Vitor Belfort
Jeff Bottari/Getty Images
Chris Weidman e Vitor Belfort

Aos 19 anos, Vitor Belfort se tornou o mais jovem campeão da história do UFC, numa época em que o evento estava nos primórdios, tinha apenas duas divisões por peso (ele venceu entre os pesados) e o título era definido após vários combates em uma única noite. Já em 2004, veio a consagração em outro patamar, o cinturão dos meio-pesados, no meio de um turbilhão pessoal, o desaparecimento da irmã Priscila, que não foi encontrada até hoje. Agora, aos 38, o lutador brasileiro tem nova chance, provavelmente a derradeira, de chocar o MMA: diante do americano Chris Weidman, valendo o cinturão dos médios, ele pode se tornar o primeiro a conquistar títulos por três categorias diferentes do Ultimate.

Leia: Musa do UFC, Ronda revela fracasso no Tinder: "Troco afagos com meu cachorro"

Weidman x Belfort, duelo que já foi adiado três vezes, é o co-evento principal do UFC 187, neste sábado, em Las Vegas (EUA), que traz também como atração outra disputa de título: Daniel Cormier e Anthony Johnson duelam no octógono pelo cinturão que pertencia ao americano Jon Jones, destituído do posto por questões disciplinares.

Leia: Terremoto atinge Las Vegas, palco do UFC 187 neste sábado, e assusta lutador

Para encarar Weidman, 30 anos, algoz de Anderson Silva no UFC e invicto como profissional, Belfort precisou se recriar. A proibição do uso de TRT, um tipo de reposição hormonal, adiou o combate entre eles previsto para maio de 2014, e fez com que o brasileiro mudasse radicalmente seus métodos de preparação e treinamento. Sem a ajuda do complemento de testosterona, o lutador passou a ser visto com desconfiança, ou uma incógnita. As duas lesões seguidas do americano só aumentaram a ansiedade do brasileiro, que ainda se vê capaz de ser soberano entre os pesos-médios.

Leia: Empresário diz que Jon Jones, suspenso pelo UFC, pode nunca mais voltar a lutar

"É uma coisa médica. Imagine um asmático não poder usar a bombinha de asma. No início foi muito difícil. Mas na minha vida nada nunca foi fácil. Foi mais uma coisa para a gente superar, mas tenho um time bom de doutores e nutricionistas, que me aconselham, estão no dia a dia. Agora é olhar para o futuro", comentou Belfort, sobre a proibição do TRT, em Las Vegas, na entrevista coletiva oficial do UFC 187. "Não me importo em ser o azarão da noite. Não faz diferença nenhuma. Confio no meu trabalho e no da minha equipe. Se você acredita, é o suficiente para conseguir chegar lá", completou.

Para mostrar que ainda pode ser "Fenômeno", apelido que ganhou pelo início devastador no MMA, Belfort terá de superar um carrasco de brasileiros. Weidman tomou o cinturão dos médios de Anderson Silva e venceu a revanche, e em seu último combate passou por Lyoto Machida. O americano fez questão de frisar que vê Vitor como apenas mais um obstáculo em seu caminho, independentemente de sua trajetória: "Ele (Anderson) nunca me venceria. Eu simplesmente sei, estive lá dentro com ele duas vezes, vi tudo o que ele tem, senti tudo. Não é desrespeito, acho que ele é ótimo, mas simplesmente sinto que sou melhor. Sim, sinto o mesmo com Vitor. Sinto o mesmo quanto a Lyoto Machida, quanto a qualquer um da minha categoria. Luke Rockhold, Jacaré, não podem me bater. Não é pessoal com Anderson. Meu objetivo é provar isso no sábado, que nenhum deles está no meu nível."

O UFC 187 está previsto para começar às 19h (de Brasília), com o card principal em ação por volta das 23h. 

Confira a programação do UFC 187, em Las Vegas (EUA)

CARD PRINCIPAL
Peso-meio-pesado: Daniel Cormier x Anthony Johnson
Peso-médio: Chris Weidman x Vitor Belfort
Peso-leve: Donald Cerrone x John Makdessi
Peso-pesado: Travis Browne x Andrei Arlovski
Peso-mosca: Joseph Benavidez x John Moraga
CARD PRELIMINAR
Peso-mosca: John Dodson x Zach Makovsky
Peso-meio-médio: Josh Burkman x Dong Hyun Kim
Peso-médio: Uriah Hall x Rafael Sapo
Peso-palha: Rose Namajunas x Nina Ansaroff
Peso-meio-médio: Mike Pyle x Colby Covington
Peso-leve: Leo Kuntz x Islam Makhachev
Peso-mosca: Josh Sampo x Justin Scoggins

Leia tudo sobre: ufc 187ufcbelfortchris weidman

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas