Afastado do UFC desde dezembro de 2013, canadense acredita que mais lutadores serão pegos no exame antidoping no futuro

GSP está afastado do UFC desde dezembro de 2013
Getty Images
GSP está afastado do UFC desde dezembro de 2013

Ex-campeão dos meio-leves do UFC, o canadense Georges St-Pierre não poupou palavras ao ser questionado sobre o resultado positivo do exame antidoping de Anderson Silva. Em entrevista ao  The MMA Hour , ele disse acreditar que o caso do brasileiro é apenas a "ponta do iceberg" e que mais lutadores passarão pelo mesmo no futuro. 

Veja mais:  UFC defende testes surpresa e aumenta caça ao doping, mas arranha a reputação

"Sabia que o uso de anabolizantes era um grande problema. Sabia disso por muito tempo e era algo que estava me incomodando cada vez mais. As pessoas agem como se fosse um grande segredo, mas sabem que é um grande problema. Não é como uma corrida ou como um jogo. Não estou surpreso que muitos caras tenham sido pegos. Alguns outros nomes também serão pegos em breve. Se continuarem fazendo os exames corretos, outros resultados positivos aparecerão. Acredito que seja apenas a ponta do iceberg", declarou.

Leia ainda:  Segundo antidoping surpresa feito em Anderson Silva antes de luta dá negativo

Afastado do UFC por tempo indeterminado desde dezembro de 2013, St-Pierre revelou que recebeu um convite de Dana White, presidente da organização, para enfrentar o brasileiro. A ideia da luta entre os dois era algo que gerava muita expectativa nos fãs da modalidade, mas o canadense preferiu não transformá-la em realidade. 

"Dana me ligou pedindo para lutar em Montreal e me perguntou se eu estava interessado em lutar contra o Anderson antes dessa história acontecer. Eu rejeitei. Aí isso tudo aconteceu e foi muito ruim. você coloca sua vida em perigo toda vez que sobe ao octógono. É uma luta, um esporte de contato intenso. Sempre considerei anabolizantes uma arma que não deveria ser permitida nas lutas. Acredito que a luta entre Anderson Silva e Nick Diaz não deveria ter acontecido, mas, infelizmente, ocorreu. Ninguém se machucou, o que é uma coisa boa", disse St-Pierre.

Veja também:  UFC desmente bloqueio de pagamento para Anderson Silva

Enquanto não é julgado por ter sido flagrado por uso de doping antes da luta contra Nick Diaz no UFC 183, Anderson Silva recebeu ao menos uma boa notícia. A Comissão Atlética de Nevada divulgou nesta segunda-feira, de acordo com o site MMA Junkie , o resultado de um exame de sangue realizado em 19 de janeiro, em que não detectou HGH (hormônio humano de crescimento) no organismo do brasileiro. Em princípio, porém, esse exame negativo não tem peso na defesa do lutador.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.