Anderson Silva controla ansiedade, vence Diaz por pontos e chora na volta ao UFC

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Mais de um ano após fraturar a perna, ex-campeão dos médios retorna ao octógono com triunfo por decisão unânime

Um ano, um mês e dois dias. Enquanto se recuperava da grave fratura na perna esquerda sofrida contra Chris Weidman, em 29 de dezembro de 2013, Anderson Silva passou esse período cercado por dúvidas sobre o futuro no MMA. Aos 39 anos, ele mostrou que ainda tem algo a oferecer. Na volta ao octógono, o ex-campeão dos médios venceu por pontos o americano Nick Diaz, na madrugada de sábado para domingo, no evento principal do UFC 183, em Las Vegas.

Veja galeria de fotos do UFC 183 - Anderson Silva x Nick Diaz:

Anderson Silva se emociona ao vencer Nick Diaz no UFC 183, em Las Vegas. Foto: Steve Marcus/Getty ImagesAnderson Silva tenta acertar o rosto de Nick Diaz no UFC 183. Foto: Steve Marcus/Getty ImagesAnderson Silva x Nick Diaz, luta principal do UFC 183, em Las Vegas. Foto: Steve Marcus/Getty ImagesAlém de perder para Anderson Silva, o americano Nick Diaz deixou Las Vegas com o rosto bastante machucado. Foto: Steve Marcus/Getty ImagesAnderson Silva e Nick Diaz trocam golpes na luta principal do UFC 183, em Las Vegas. Foto: Steve Marcus/Getty ImagesAnderson Silva acerta chute em Nick Diaz em sua volta ao UFC, em Las Vegas. Foto: Steve Marcus/Getty ImagesTyron Woodley comemora vitória sobre Kelvin Gastelum no UFC 183. Foto: Steve Marcus/Getty ImagesAl Iaquinta acerta chute em Joe Lauzon no card principal do UFC 183. Foto: Steve Marcus/Getty ImagesThales Leites nocauteia Tim Boetsch no card principal do UFC 183. Foto: Steve Marcus/Getty ImagesO brasileiro Thiago Alves comemora vitória por nocaute sobre Jordan Mein no card principal do UFC 183. Foto: Steve Marcus/Getty ImagesMiesha Tate venceu Sara McMann, mas teve trabalho no UFC 183. Foto: Steve Marcus/Getty ImagesO brasileiro John Lineker comemora vitória por pontos sobre o americano Ian McCall no UFC 183. Foto: Steve Marcus/Getty ImagesDerek Brunson nocauteou Ed Herman em 36 segundos no card preliminar do UFC 183. Foto: Steve Marcus/Getty ImagesO brasileiro Rafael Sapo comemora vitória por pontos sobre o inglês Tom Watson no UFC 183. Foto: Steve Marcus/Getty ImagesO brasileiro Rafael Sapo tenta golpear o inglês Tom Watson no UFC 183. Foto: Steve Marcus/Getty ImagesIldemar Marajó golpeia Rick Monstro em duelo brasileiro no card preliminar do UFC 183. Foto: Steve Marcus/Getty ImagesThiago Marreta comemora nocaute sobre Andy Enz no UFC 183. Foto: Steve Marcus/Getty ImagesO brasileiro Thiago Marreta (à direita) golpeia Andy Enz na luta que abriu o UFC 183. Foto: Steve Marcus/Getty Images

Na mesma arena onde sucumbiu para Weidman em 2013, o Spider não mostrou receio em usar a perna esquerda para golpear Diaz. Também esteve em posição incomum. Acostumado a provocar o adversário para tentar desconcentrá-lo, viu o americano tentar mexer com o lado psicológico, chamando o brasileiro para a luta franca e até deitando no chão - uma cena, de certa forma, ridícula. Anderson, aos poucos, foi se soltando no octógono e até arriscou uma guarda baixa. Com socos bem encaixados no minuto final do primeiro assalto, deixou Diaz com menos pique para a galhofa.

Leia também: Brasileiros vencem suas lutas no UFC em aquecimento para volta de Anderson Silva

Passada a ansiedade, Anderson Silva implantou um ritmo mais cadenciado no segundo round, tentando pegar Diaz no contra-ataque. Entre poucos socos e chutes conectados, o brasileiro até arriscou baixar a guarda e provocar o adversário, mas o americano cruzou os braços. A tônica se manteve no round seguinte, com o Spider conectando mais golpes potentes, tanto que abriu um ferimento no olho esquerdo de Diaz, porém sem encaixar uma sequência. O flerte com a guarda baixa, que o traiu na primeira derrota para Weidman e lhe custou o cinturão dos médios, voltou a aparecer antes de o gongo soar.

O quarto assalto foi o mais equilibrado, com trocas de golpe mais francas e alguns sustos para o brasileiro, atingido por duas cotoveladas perigosas. No round final, com Diaz pouco disposto a partir para cima, Anderson Silva manteve o controle da luta e até arriscou golpes acrobáticos para garantir a vitória por pontos. Anunciada a decisão dos jurados, o Spider despencou no choro, como um desabafo. Ele está de volta.

Leia também: Weidman fratura a costela, e luta contra Belfort no UFC 184 é cancelada

Resta saber para quando vai ficar a esperada tentativa de recuperar o cinturão da categoria. A promessa de Dana White, presidente do UFC, era colocar Silva como o próximo desafiante do vencedor entre Weidman e o brasileiro Vitor Belfort, mas o americano, atual campeão dos médios, se lesionou durante um treinamento, provocando o cancelamento do combate, marcado para o UFC 184, dia 28 de fevereiro, em Los Angeles (EUA).

Para quem esperou mais de um ano para se reerguer, controlar a ansiedade por uma luta de título por mais alguns meses é moleza.

Confira os resultados das lutas do UFC 183:

Card principal
Peso-médio: Anderson Silva venceu Nick Diaz por pontos (decisão unânime)
Peso-meio-médio: Tyron Woodley venceu Kelvin Gastelum por pontos (decisão dividida)
Peso-leve: Al Iaquinta venceu Joe Lauzon por nocaute técnico no segundo round 
Peso-médio: Thales Leites venceu Tim Boetsch por finalização no segundo round
Peso-meio-médio: Thiago Alves venceu Jordan Mein por nocaute técnico no segundo round

Card preliminar* 
Peso-galo: Miesha Tate venceu Sara McMann por pontos (decisão majoritária)
Peso-médio: Derek Brunson venceu Ed Herman por nocaute técnico no primeiro round
Peso-mosca: John Lineker venceu Ian McCall por pontos (decisão unânime)
Peso-médio: Rafael Sapo venceu Tom Watson por pontos (decisão unânime)
Peso-médio: Ildemar Marajó venceu Rick Monstro por pontos (decisão dividida)
Peso-médio: Thiago Marreta venceu Andy Enz por nocaute técnico no primeiro round

* A luta entre Diego Brandão e Jimy Hettes foi cancelada antes do início do card.

Leia tudo sobre: ufcmmalutasanderson silvanick diazufc 183

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas