Na revanche pelo título dos médios contra Chris Weidman, Anderson Silva sofreu fratura assustadora na perna esquerda. Um ano depois, o brasileiro retorna ao UFC neste sábado

O estalo forte, a queda e os gritos de dor. Foi assim que terminou o último duelo de Anderson Silva no UFC. O ex-campeão dos médios fraturou a perna esquerda na luta diante do americano Chris Weidman e chocou o mundo,em 28 de dezembro de 2013. Pouco mais de um ano depois, o brasileiro está de volta aos octógonos. Neste sábado, dia 31, Anderson encara o americano Nick Diaz, na luta principal do UFC 183, em Las Vegas. 

Confira:  Drogas, canos e confusões: rival de Anderson Silva faz o estilo bad boy

Veja fotos da revanche entre Chris Weidman e Anderson Silva:


Anderson chegara à revanche contra Weidman, após ser surpreendemente derrotado pelo rival em julho de 2013. O paranaense tinha esperanças de retomar o cinturão dos médios, título que defendeu com eficiência por dez vezes. Mas do outro lado, o americano começou bem a tão aguardada revanche. 

Leia mais:  Ex-rival em luta polêmica não guarda mágoa de Anderson e é grato a José Aldo

Especialista no wrestling, Weidman botou para baixo no single leg, mas o brasileiro logo levantou. Em seguida, o americano acertou uma bomba no rosto de Anderson, que caiu. No chão, o campeão aplicou uma boa sequência, mas o paranaense conteve Weidman. Nitidamente, o americano venceu o primeiro round, mas o fim trágico da luta ocorrera no segundo.  

Com pouco mais de um minuto do segundo round, Anderson Silva acertou um chute na perna do campeão e sofreu uma lesão chocante em sua perna esquerda. O brasileiro caiu no chão, gritou de dor e o árbitro encerrou a luta. No hospital, foram detectadas fraturas na tíbia e fíbula e Anderson passou por uma cirurgia no local.

Assista ao momento em que Anderson fratura a perna:



    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.