Brasileiro deixou o octógono desfigurado pelo oponente, mas foi considerado vencedor na sua sétima defesa do cinturão

O amazonense José Aldo venceu Chad Mendes por decisão unânime (triplo 49-46) e manteve o título dos pesos-pena do UFC na madrugada deste domingo no Rio de Janeiro. Foi a sétima defesa de cinturão de Aldo, que agora possui 17 vitórias consecutivas. Já o americano Chad Mendes perdeu pela segunda vez em sua carreira, ambas para o campeão.

Veja fotos da luta de ontem entre José Aldo e Chad Mendes

Os lutadores fizeram um duelo que enlouqueceu os fãs. Com muita movimentação, reviravoltas e golpes de tirar o fôlego, José Aldo e Chad Mendes mostraram porque estão no topo da categoria. Em um primeiro round espetacular, o brasileiro conseguiu a virada depois de sofrer um knockdown no início da luta e aplicou dois golpes duríssimos, que derrubaram o desafiante.

Em um segundo round mais estudado, Aldo permaneceu atacando e sendo mais contundente, enquanto Mendes tentava levar a luta para o chão. Os atletas voltaram com tudo no terceiro período, trocando golpes de maneira franca. O manauara absorvia os socos duríssimos do adversário e revidava com a mesma potência.

Após dominar os três primeiros rounds, José Aldo caiu um pouco de produção. O desempenho do brasileiro no quarto período foi muito prejudicado pelo sangramento no olho esquerdo causado por dedadas ilegais do americano nos rounds anteriores, o que rendeu uma advertência do árbitro Marc Goddard ao desafiante. Chad também começou melhor no quinto e último round, mas Aldo se recuperou e dominou o restante do combate. No final, o brasileiro foi anunciado o vencedor para delírio dos fãs presentes no local.

José Aldo venceu Chad Mendes e se manteve com o cinturão dos Pesos-pena no UFC
Divulgação/UFC
José Aldo venceu Chad Mendes e se manteve com o cinturão dos Pesos-pena no UFC


Na segunda luta mais importante da noite, Glover Teixeira enfrentou Phil Davis nos meio-pesados. O brasileiro bem que tentou, mas ‘Mr. Wonderful’ permaneceu invicto no Rio de Janeiro depois de vencer por decisão unânime (triplo 30-27). Mostrando excelente preparo físico e wrestling de primeira, o americano anulou o jogo de Glover com muita efetividade em seus ataques. Guerreiro, o lutador brasileiro tentou usar seu boxe e jiu-jitsu, mas não conseguiu ser contundente. Davis conquistou a quinta vitória contra atletas do Brasil, a terceira em solo verde e amarelo, enquanto o mineiro de Sobrália sofreu sua segunda derrota seguida na organização.

Os pesos-leve Carlos Diego Ferreira e Beneil Dariush abriram o card principal da noite. Mostrando muita força e condicionamento, o iraniano dominou os três rounds contra o brasileiro e venceu o duelo por decisão unânime (triplo 30-27). Carlos amargou sua primeira derrota na carreira após 12 combates, enquanto Dariush conseguiu seu nono triunfo em 10 lutas.

Utilizando muita estratégia para conter o muay thai de Lucas Mineiro, Darren Elkins venceu o duelo entre os penas por decisão dividida (30-27, 27-30 e 30-27). O resultado gerou polêmica entre fãs e especialistas, visto que o americano controlou o brasileiro em todos os rounds. Em uma luta pouco movimentada, Mineiro aceitou o wrestling do adversário e pouco pode fazer para contra-atacar. É a segunda derrota do atleta da Chute Boxe no Ultimate, enquanto Elkins se recupera do revés sofrido para Jeremy Stephens.

Fábio Maldonado entrou no octógono para apagar a má impressão deixada contra Stipe Miocic: e conseguiu. Bem ao seu estilo, o Caipira de Aço conquistou uma belíssima vitória de virada sobre o holandês Hans Stringer aos 4 minutos e 6 segundos do segundo round por nocaute técnico. O primeiro round foi marcado pelo domínio de Stringer, que levou a luta para o chão logo no início e manteve assim até o final do período. O intervalo fez bem a Maldonado. O brasileiro conseguiu impor seu jogo e, após usar sua força para derrubar o oponente, foi com tudo para cima, com uma sequência de socos na cabeça e corpo. Ao perceber que Stringer não se defendia, o árbitro Marc Goddard encerrou o combate, para o delírio do público presente.

Na comemoração, Anderson Silva sobe até a grade do octógono para cumprimentar o amigo. Foi a quarta vitória seguida de Maldonado entre os meio-pesados, já que sua derrota para Stipe Miocic foi na categoria de cima. Stringer conheceu sua primeira derrota no Ultimate. Anteriormente, o holandês havia derrotado Francimar Bodão por decisão dividida.

Confira os resultados do card principal:
José Aldo venceu Chad Mendes por decisão unânime (triplo 49-46)
Phil Davis venceu Glover Teixeira por decisão unânime (triplo 30-27)
Fábio Maldonado venceu Hans Stringer por nocaute técnico (socos) aos 4 minutos e 6 segundos do segundo round
Darren Elkins venceu Lucas Mineiro por decisão dividida (30-27, 27-30, 30-27)
Beneil Dariush venceu Carlos Diego Ferreira por decisão unânime (triplo 30-27)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.